Novo ‘sensor de unha’ da IBM permite monitoramento de Parkinson

Da Redação
26 de dezembro de 2018 - 09h30
Protótipo desenvolvido pela empresa consegue medir a força da mão de uma pessoa em diferentes tarefas e usa AI para monitorar sinais de doenças

A IBM anunciou na última semana o desenvolvimento de um tipo de “sensor de unha” (imagem acima) que consegue medir a força da mão de uma pessoa e então utiliza Inteligência Artificial (AI) para fornecer indicadores sobre a sua saúde, incluindo a detecção e o monitoramento de doenças como Mal de Parkinson. 

Conforme um post da IBM em seu site sobre a pesquisa, que foi publicada recentemente na Scientific Reports, o minúsculo protótipo criado pelos seus pesquisadores mede de forma contínua como a unha do dedo da pessoa se mexe e se dobra para realizar diferentes tarefas no dia-a-dia. 

“Como as unhas são muito duras, decidimos colar um sistema de sensor em uma unha sem nos preocuparmos com possíveis problemas associados com colar na pele. Nossos experimentos com dinamômetro demonstraram que podemos extrair um sinal consistente o bastante a partir da unha para ter uma boa previsão de força da mão em uma variedade de formas”, afirma a empresa.

Com isso, o sensor consegue diferenciar as formas como a unha se deforma, em atividades como virar uma chave, abrir uma maçaneta ou usar uma chave de fenda.

Essas informações então são enviadas pelo dispositivo wearable para um smartwatch, que também usa modelos de Machine Learning (Aprendizado de Máquina) para medir diferentes sintomas de Parkinson, como tremores, bradicinesia (lentidão anormal dos movimentos voluntários) e discinesia (distúrbio da atividade motora).

“Esses dados fornecem uma janela sobre como o cérebro e o corpo funcionam, revelando insights de condições crônicas como esquizofrenia e Mal de Parkinson”, afirma a IBM Research em um vídeo sobre a pesquisa – assista abaixo.