Esqueça o smartphone dobrável: a grande promessa da Samsung é a interface One UI

Fergus Halliday, PC World (Australia)
09/11/2018 - 18h00
One UI deve permitir uma experiência mais ergonômica do que a do Android, algo que promete mudar a forma como interagimos com telas grandes da fabricante

Enquanto o hardware dobrável exibido na Samsung Developers Conference deste ano conquistou rapidamente as manchetes, a nova direção que a Samsung está destinada a usar com seu software talvez seja o desenvolvimento mais significativo aqui.

Embora a empresa também tenha usado a palestra de sua conferência de desenvolvedores para falar sobre novos acréscimos de terceiros para a assistente inteligente Bixby e um redesenho para a plataforma SmartThings, o anúncio de software mais significativo aqui é a iminente chegada do One UI.

De acordo com a empresa, a experiência em software para seus dispositivos Android agora foi "reformulada para reduzir a desordem e as distrações, permitindo que o usuário se concentre melhor e navegue rapidamente pelo telefone".

Onde a transição do TouchWiz para a interface Grace UX foi projetada para tornar a experiência de software nos smartphones Galaxy da Samsung mais coesa, intuitiva e visualmente atraente, essa nova mudança do Grace UX para o One UI é mais sobre ergonomia, usabilidade e redução do esforço repetitivo de uso que acontece em telefones maiores.

Afinal, os displays dos smartphones estão ficando cada vez maiores, e o usá-los apenas com uma mão está cada vez menos viável, para não dizer desconfortável.

A Samsung diz que o One UI tem a intenção de remediar essa situação e possibilitar uma experiência de software mais ergonômica do que a do Android atualmente. Seria justo dizer que o próprio Google começou a responder a esse problema através dos controles por gestos do Android Pie, mas a visão da Samsung de interface retrabalhada em todos os seus smartphones e tablets parece levar as coisas muito mais longe.

A maioria dos aplicativos da Samsung foram reprojetados para privilegiar a metade inferior da tela em busca de botões e outras interações de toque. Enquanto isso, a parte superior da tela foi designada como 'área de visualização'. Há também um novo modo noturno dedicado que abrange todo o sistema operacional.

Além disso, ao contrário do conceito de telefone dobrável que a Samsung exibiu durante o evento, há uma data clara para quando essa atualização de software chegará aos consumidores: janeiro de 2019.

É quando a Samsung diz que a atualização do software One UI chegará para dispositivos Samsung Galaxy S9, S9 + e Note 9. Nenhuma palavra ainda sobre se, nem quais, telefones mais antigos também podem receber a atualização. No entanto, uma experiência de software reformulada que corresponda melhor ao software dos telefones Pixel do Google pode servir para tornar a Samsung uma opção consideravelmente mais atraente para os clientes nos principais mercados, de médio porte e orçamento.

Antes do lançamento, haverá também uma versão beta aberta para usuários da Samsung nos EUA, Alemanha, Coréia e outras regiões. Ainda não há uma previsão para a chegada do serviço para usuários brasileiros.