Bill Gates apresenta vaso sanitário que pode salvar vidas; Entenda

Da Redação
07/11/2018 - 11h16
Vaso não necessita de água e nem precisa ser conectado a nenhum sistema de depuração para funcionar, além de transformar os resíduos humanos em adubos

Bill Gates apresentou nesta quarta-feira (7) em Pequim (China) uma tecnologia que se propõe a "reinventar vasos sanitários". Já em fase de teste, o vaso não necessita de água e nem precisa ser conectado a nenhum sistema de depuração para funcionar e, por fim, transforma os resíduos humanos em adubos. Gates exibiu o produto durante uma conferência que apresenta os últimos avanços tecnológicos de saneamento. 

Em vídeo publicado no YouTube (assista abaixo), o cofundador da Microsoft contou que alguns destes vasos estão sendo testados na cidade sul-africana de Durban. Na mesma cidade também são testados outros modelos alimentados por energia solar.

Em certo momento de sua apresentação em Pequim, Gates mostrou um pote com fezes para explicar que os resíduos humanos podem provocar doenças como diarreia e cólera e que são a causa de cerca de 500 mil mortes de crianças menores de cinco anos a cada ano no mundo todo. 

A ideia de um vaso sanitário que dispense a necessidade de um sistema de saneamento poderia então impactar positivamente e drasticamente a realidade de países que não conseguem entregar este item básico para a saúde e dignidade da vida humana, ajudando diretamente a reduzir o número de mortes.

Gates também lembrou que mais de US$ 200 bilhões são perdidos anualmente devido aos custos sanitários e à baixa produtividade provocada pela falta de saneamento adequado. A Fundação Bill e Melinda Gates, que desde 2011 tem trabalhado e investido na tecnologia, anunciou que investirá mais US$ 200 milhões para o projeto do vaso sanitário.