Como minerar Ethereum, uma das principais criptomoedas do mundo

Sean Bradley, Tech Advisor
25/07/2018 - 08h00
Minerar Ethereum não é difícil quando você sabe como. Nós fornecemos um guia sobre como extrair uma das mais importantes criptomoedas em circulação

Como uma das maiores criptomoedas do mundo, a Ethereum está ajudando na adoção mais ampla da tecnologia blockchain. O Ethereum é extraído usando algoritmos de 'prova de trabalho', que processam blocos de dados para entrada no blockchain.

Esses algoritmos são concluídos usando os recursos fornecidos pelo hardware de propriedade e operados por mineradores. O hardware, o tempo e a força usados pelos computadores para realizar esse trabalho são compensados com Ether, a moeda usada pelo blockchain da Ethereum.

O montante de lucro obtido pela mineração Ethereum varia dependendo de vários fatores, incluindo a dificuldade da mineração e o valor atual da moeda.

Começar a minerar Ethereum

Para começar, é preciso ter um cliente de mineração. Uma das ferramentas recomendadas é o MinerGate. Ao acessar o site, basta clicar no botão “Fazer download e iniciar mineração”.

Ao seguir as etapas, o usuário chegará a uma tela com algumas opções. É necessário marcar "Adicionar MinerGate ao PATH do sistema para o usuário atual" e também "Criar MinerFate Desktop Icon". Em seguida clicar em “Próximo” e, depois, em “Instalar”.

miner-gate

Então é preciso criar uma conta com o MinerGate. É muito importante manter um registro desses detalhes, pois as recompensas serão vinculadas a essa conta. O usuário deve abrir os aplicativos do MinerGate usando o atalho na área de trabalho e clicar em "Criar conta" no canto superior direito.

O Smart Mining do cliente sugere automaticamente uma moeda para iniciar a mineração, com base no que acredita ser mais lucrativo no momento atual. A primeira coisa a fazer é executar um benchmark no sistema para ver o que pode esperar. Para isso, basta clicar na guia "Benchmark" na parte superior da tela e, em seguida, no botão "Start Benchmark".

Ao voltar para a guia “Miner”, na parte superior da tela, é possível escolher uma criptografia específica. É possível selecionar Ether manualmente na lista e depois clicar em "Iniciar Mineração".

O cliente então começará a carregar um arquivo DAG (Dagger Hashimoto) que deve ter aproximadamente 1 GB de tamanho e contém os algoritmos de prova de trabalho que o computador precisará concluir para o Ethereum.

Mineração Ethereum pelos números

O usuário pode verificar o progresso de sua mineração clicando na guia "Miner". Isso exibirá várias estatísticas que informarão quanto de cada moeda a pessoa minerou.

É possível clicar no menu suspenso em cada seção para selecionar o número de CPUs / GPUs que o usuário gostaria de usar no processo de mineração. Já a seção Compartilhamentos está relacionada ao pool de mineração e detalha como o trabalho de concluir o algoritmo é dividido entre todas as máquinas no pool.

Por fim, o saldo não confirmado mostra a quantidade de Ether que está sendo negociada depois de ter sido confirmado pelos servidores do MinerGate.