3 startups brasileiras que renovam o conceito de economia compartilhada

Da Redação
19 de junho de 2018 - 09h30
De compartilhamento de bikes a guarda-chuvas, startups se baseiam no modelo para facilitar e poupar o dia a dia dos usuários

A economia compartilhada é uma tendência de consumo, principalmente quando se trata do público mais jovem. Ferramentas como Airbnb e o próprio Uber Pool já fazem parte do dia a dia dos consumidores. Mas, nos últimos meses, novos negócios surgiram, trazendo mais opções aos usuários.

O volume de pessoas que procuram por este tipo de serviço também tem aumentado ano a ano e, com isso, o setor atinge grande potencial de crescimento. Segundo dados da consultoria de negócios PwC, a previsão é de que, em 2025, a economia compartilhada fature cerca de US$ 335 bilhões no mundo todo.

No Brasil, há três novas startups que se baseiam na economia do compartilhamento para facilitar nosso dia a dia. Conheça elas abaixo:

Rentbrella

A Rentbrella é a primeira empresa a oferecer compartilhamento de guarda-chuvas na América Latina. O usuário baixa o aplicativo e libera o guarda-chuva em um ponto de retirada, pagando apenas 1 real por hora. Quando não precisar mais, pode devolver em qualquer outro ponto, geralmente localizado em prédios comerciais ou estações de ônibus e metrô. Atualmente, são mais de 50 pontos dispostos na região da Av. Paulista, em São Paulo.

Buser

Nas rodoviárias do país, as passagens de ônibus intermunicipais custam muito caro. Isso acontece porque os valores são tabelados de acordo com o termo de concessão entre as empresas e o Estado. Com isso, o passageiro se vê obrigado a pagar valores muito mais altos do que o custo real da viagem.

Pensando nisso, a Buser, startup mineira criada em 2017, oferece uma plataforma digital para você fretar um ônibus. A ideia é se conectar a um grupo de viagem que vai para o mesmo destino e fazer um rateio do valor do frete. Com isso, o desconto chega a 60%, se comparado às passagens rodoviárias. Outra vantagem é que o conforto dos ônibus também é melhor e mais seguro.

Yellow

A Yellow, startup criada este ano pelos donos da 99Táxis, vai disponibilizar mais de 20 mil bikes nas ruas de São Paulo. O objetivo é oferecer compartilhamento de bicicletas sem o uso de estações, ou seja, o usuário consegue pegar a bike em qualquer lugar e deixar também em qualquer lugar. Cada unidade terá um GPS, que permite encontrar a bike mais próxima, e um sistema antifurto que deixa a bicicleta travada na rua. A plataforma ainda aguarda lançamento.