Microsoft levará apps 64-bit nativos para PCs com chips Snapdragon

PC World / EUA
06/04/2018 - 16h55
Empresa de Redmond disse que vai compartilhar mais detalhes sobre o Kit de Desenvolvimento de Software ARM64 durante a sua conferência Build em maio.

Os PCs Windows com processadores ARM Snapdragon, da Qualcomm, estão apenas começando a chegar ao mercado, mas eles incluem algumas limitações para ficar de olho. Uma delas, a inabilidade de rodar apps 64-bit, não parece que irá desaparecer tão cedo. 

Segundo um representante da Microsoft, a empresa vai “compartilhar mais detalhes” sobre um preview do seu SDK (kit de desenvolvimento de software) ARM64 durante a sua conferência de desenvolvedores Build, que acontece em maio nos EUA. Ainda não está claro quando essa versão preview do SDK será lançada, quando a versão final estará disponível, ou quando os apps baseados nele chegarão aos usuários finais.

“Vamos compartilhar mais detalhes sobre o SDK ARM64 Preview na Build”, afirmou um representante da Microsoft em um comunicado. “Os aplicativos que são apenas 64-bit costumam querer rodar de forma nativa por questões de performance. Como resultado, decidimos focar nossos investimentos de engenharia no SDK nativo ARM64 para permitir que os desenvolvedores escrevam nativamente seus aplicativos para o aparelho.” 

O que isso significa para você

Como usuário, não muita coisa. Os desenvolvedores terão de escolher se “compram” a visão dos PCs Windows com bateria que dura mais de um dia, mas que usam um chip ARM para isso. O que a Microsoft está fazendo aqui é resolver uma das deficiências da plataforma, mesmo que seja necessário algum tempo antes de você poder ver os resultados. 

Obstáculo para usuários

Computadores como o Asus NovaGo atualmente incluem uma versão 64-bit do Windows, mas só rodam apps 32-bit. (Virtualmente todos os PCs atuais incluem uma versão 64-bit do Windows, e apps 64-bit.) A verdadeira diferença entre os apps de 32-bit e 64-bit diz respeito à quantidade de memória que eles conseguem lidar: os apps 32-bit estão limitados a 4GB de memória, o que significa que alguns apps criativos e games de alta performance podem não rodar.  

Por um lado, esse talvez não seja um problema significativo para PCs como o NovaGo e o HP Elite x2, que vem sendo anunciados como computadores sempre conectados que duram o dia todo e não como máquinas poderosas em termos de desempenho. 

Mas o Windows também bloqueia a instalação de apps 64-bit a partir da Microsoft Store ou de outros lugares, sem explicar realmente a razão para isso. Isso pode ser decepcionante para um usuários que espera por uma experiência Windows “completa”. Esse obstáculo sairá do caminho uma vez que os apps 64-bit passarem a ser suportados pelos chips ARM. 

Outro sacrifícios que os donos de um PC com chip Snapdragon, da Qualcomm, terão de fazer é tolerar que os apps escritos para chips Intel Core sejam emulados, ou interpretados – um recurso de tradução que desacelera o app de alguma forma. (Os apps escritos para chips são processamentos nativamente, com velocidade total. O sistema principal Windows OS também não é nunca emulado, confirmou um representante da Microsoft.)

A boa notícia, segundo a Microsoft, é que à medida que mais desenvolvedores derem entrada em código compilado para o processador ARM – seja pelo SDK 32-bit, ou, eventualmente, pela versão 64-bit – a Microsoft Store vai baixar automaticamente os apps atualizados para os usuários. Por isso, apesar de comprar um PC Sempre Conectado com chip da Qualcomm pode trazer algumas limitações, as coisas vão melhorar com o tempo.