Intel leva Optane para notebooks com novas marcas Core i5+, i7+ e i9+

PC World / EUA
03 de abril de 2018 - 11h47
Fabricante anunciou a nova nomenclatura com o "+" para indicar a presença da tecnologia aceleradora de HDs em seus chips mais recentes.

À medida que a Intel migra a tecnologia de memória Optane para o segmento de notebooks, uma nova marca “Core i7+” responde à pergunta: como os consumidores saberão que ela está lá?

Há anos, os usuários de notebooks e desktops sabem instintivamente diferenciar a hierarquia “bom, melhor, o melhor” dos chips Core i3, i5 e i7, da Intel. No ano passado, a empresa adicionou uma marca premium com o Core i9 – que acaba de chegar aos notebooks. Com a Optane, a fabricante complicou a nomenclatura um pouco mais. Novos adesivos “Core i5+”, “Corei7+” e “Core i9+” estarão presentes nos notebooks, e possivelmente desktops, que vierem com a tecnologia Optane. 

A companhia está posicionando a Optane como uma aceleradora para os chamados “data drives”, HDs de alta capacidade onde os gamers e entusiastas armazenam jogos e arquivos de mídia.

A Intel acredita que você deveria rodar o seu sistema operacional a partir de um SSD principal, mas usar um HD tradicional (e mais lento) para armazenar os GB e TB de dados da sua coleção de games. Ao parear o drive secundário com um módulo Optane, a Intel alega que os gamers podem alcançar níveis de carregamento até 4,7 vezes mais rápidos do que com um HD sozinho, chegando perto de um desempenho no estilo SSD, mas sem sacrificar a capacidade para isso.

Vale lembrar que a Intel anunciou várias CPUs novas para desktops e notebooks nesta semana, incluindo um Core i9 mobile com seis núcleos. Todos eles incluem suporte para Optane, com exceção do chipset Intel H310.

O que isso significa para você

Se você já é um entusiasta do mercado de PCs, então provavelmente vai lidar de forma tranquila com essas novas marcas na linha da Intel. Será interessante ver como as redes varejistas vão comunicar o que esse “+” representa, e o que é a Optane.

Deixando essas questões de marca de lado, a aceleração de HDs é uma iniciativa inteligente de olho nos gamers de PC – e também seria para os consoles, caso a AMD não tivesse bloqueado-os com as suas próprias arquiteturas.

Uma pesquisa da Intel mostra que mais de 50% dos usuários possuem apenas HDs em suas máquinas, o que significa que há uma oportunidade significativa para a Optane no mercado. “Estamos tentando deixar as coisas bem simples. Então se um consumidor entra em uma loja e compra um sistema com um ‘+’, ele levará um sistema que é mais capaz, com performance melhor, com mais valor para ele no final do dia”, explica o gerente geral do grupo de desktop da Intel, Brandt Guttridge. 

Segundo o executivo, os usuários de notebooks deverão ver uma performance ainda melhor do que os donos de desktops, com os maiores ganhos sendo registrados nos tempos de carregamento dos jogos nos PCs. Mais especificamente, a empresa registrou uma velocidade até 4,7 vezes maior nos notebooks contra um aumento de performance de 3,9 vezes nos desktops.

E os usuários que interagem com mídia também perceber uma melhoria, com um tempo de carregamento até 1,7 mais rápido do que em um HD tradicional, de acordo com Guttridge.