Apple finalmente libera venda do alto-falante inteligente HomePod

Da Redação, com IDG News Service
23/01/2018 - 15h55
Dispositivo será vendido a US$ 349. Mas, por enquanto, somente clientes nos EUA, Reino Unido e Austrália poderão comprar o aparelho

Após um ligeiro atraso, a Apple anunciou que as pré-encomendas para o HomePod começam na próxima sexta-feira, 26 de janeiro. A previsão é que as primeira unidades sejam enviadas no dia 9 de fevereiro. Entretanto, o alto-falante inteligente de US$ 349 estará disponível em apenas três países durante o primeiro lançamento: EUA, Reino Unido e Austrália.

A Apple lançou o HomePod em sua conferência para desenvolvedores, a WWDC, em junho passado. Na ocasião, Tim Cook e Phil Schiller apresentaram as capacidades musicais do dispositivo. Vendido como uma nova experiência musical mágica, o alto-falante de 18cm de altura consegue oferecer um som rico e robusto.

Ele também usa a consciência espacial para detectar a sua localização na sala, compreende as faixas da música que está tocando e, essencialmente, remixa o som de acordo com a sala. A Apple diz que o HomePod irá "analisar automaticamente a acústica, ajustar o som com base no localização do aparelho e separar a música em som direto e ambiente".

O HomePod foi projetado para trabalhar com uma assinatura da Apple Music. Mas segundo informações do 9 to Mac, ele poderá "reproduzir conteúdo comprado do iTunes, transmitir Beats 1 e ouvir podcasts sem precisar de uma assinatura".

Talvez, o mais importante é que o HomePod também é um speaker inteligente, marcando o primeiro concorrente da Apple para o Google Home e Amazon Echo. 

Em seu lançamento, o dispositivo da Apple já conseguirá enviar mensagens, criar temporizadores e lembretes, verificar notícias e previsão do tempo e reproduzir podcasts, além de controlar uma variedade de dispositivos inteligentes.

Os desenvolvedores também podem usar o SiriKit para o HomePod para ativar novas ações relacionadas a mensagens, listas e notas. Presumivelmente, a Apple expandirá as habilidades do HomePod em uma atualização futura.

O impacto sobre você e sua casa

Os adeptos da Apple temeram o pior quando a Apple anunciou que o HomePod seria adiado até o "início de 2018". Mas ele finalmente está próximo e, em breve, poderemos ouvir e dizer por nós mesmos se a espera valeu a pena. 

Mas no final do dia, a qualidade sonora do HomePod é apenas metade da história. Ele precisará ser um alto-falante inteligente estelar, isso se a Apple quiser virar o jogo na liderança da Amazon e do Google, que tem acirrado a disputa para o ecossistema de coisas conectadas para a sua casa. 

Se levarmos em consideração o preço, a Apple já sai em desvantagem. Isso porque os US$ 349 do HomePod são bem superiores aos US$ 180 cobrados pela Amazon no Echo e aos US$ 130 dólares cobrados pelo Google no Home.