CES 2018: AMD revela novas linhas Ryzen 2 e Threadripper 2

PC World / EUA
08/01/2018 - 10h58
Fabricante rival da Intel também anunciou os primeiros modelos Vega de 7 nanômetros, com foco em machine learning.

A AMD  causou neste domingo, 7/1, na CES 2018, em Las Vegas, ao revelar seus planos para uma segunda geração da sua linha Threadripper, o Zen 2 e Zen 3, e a próxima geração de GPUs de 7 nanômetros. A fabricante americana revelou até mesmo um novo chip Vega mobile. E essa nem é a lista completa de novos produtos da empresa, que inclui ainda duas novas APUs Ryzen com placas gráficas Vega integradas.

O resumo disso tudo é que a AMD está falando sério sobre recuperar sua reputação em termos de chips rápidos. “Para nós, é tudo sobre computação de alto desempenho. A computação de alto desempenho é absolutamente a parte mais excitante do mercado atual de semicondutores”, afirmou a CEO da companhia, Lisa Su, durante o evento.

APUs Ryzen com placas Vega

Para todos os usuários obcecados em poder construir o mais poderoso e acessível PC gamer, os dois novos chips de baixo custo da AMD são uma ótima notícia. O Ryzen 5 2400G terá quatro núcleos com SMT e rodará em um clock base de 3.6GHz com um boost de 3.9GHz. Na parte gráfica, o chip terá 11 Compute Units baseadas no Vega. O preço sugerido será de 169 dólares nos EUA. 

Já o Ryzen 3 2200G terá quatro núcleos sem SMT e rodará em um clock base de 3.5GHz com um máximo de 3.7GHz (boost). Em termos gráficos, terá 8 Compute Units. O valor sugerido será ainda mais baixo: 99 dólares. 

Apesar de os chips não “colocarem fogo” nas coisas em termos de hardware, ambos oferecerão capacidades discretas para games. O Ryzen 5 2400G oferecerá uma performance em games comparável a um Intel Core i5-8400 e uma GeForce GT 1030 em muitos jogos. Por 169 dólares, a nova aposta da AMD sairá muito mais em conta do que os 288 dólares do combo da Intel e da Nvidia.

Segundo a AMD, os dois novos Ryzen chegam ao mercado em fevereiro. Ambos são compatíveis com placas-mãe existente de série 3, mas exigirão atualizações na BIOS para funcionar.

A fabricante também revelou que novas placas usando um chipset X400 também funcionarão normalmente. No entanto, a empresa não revelou mais detalhes sobre o chipset X400.  

Zen+ a caminho

A AMD também revelou que uma nova versão da sua CPU já conhecida Ryzen, chamada de Zen+, chega em abril, usando um processo de 12 nanômetros em vez do atual de 14 nanômetros.  

A empresa não explicou a nova nomenclatura, mas afirmou que as CPUs terão um clock mais alto do que os atuais chips baseados na arquitetura Zen. Os novos chips terão o mais recente controle de frequência Precision Boost 2, e um booster de velocidade de clock melhorado XFR2. Os processadores também contarão com melhorias de cache, velocidade de memória e latência. 

Dito tudo isso, os representantes da AMD disseram de forma não oficial para esperarmos uma melhoria de pelo menos 10% em termos de performance com os novos chips. 

Zen 2 e Zen 3

A AMD ainda revelou que espera que a Zen 2 chegue em 2019 usando um processo de 7 nanômetros. No ano seguinte, deveremos ter a Zen 3 usando um processo de 7nm+. 

Os detalhes dos chips com as arquiteturas em questão ainda estão longe de serem revelados, mas a fabricante disse para esperarmos ganhos de desempenho bem acima dos 7% a 8% vistos em atualizações típicas no mercado. 

Threadripper de segunda geração

A AMD também aproveitou o evento para revelar uma sequência da sua poderosa linh Threadripper. Os detalhes também são esparsos, mas a companhia coloca o lançamento para o segundo semestre, o que sugere que os núcleos Zen+ podem ser a base de qualquer atualização desses chips.

Vega 7nm, Navi 7nm e mais

E os usuários das placas gráficas da AMD não ficaram de lado durante o evento, já que a empresa afirmou que podemos esperar o primeiro chip Vega de 7 nanômetros neste ano. No entanto, os gamers terão de esperar um pouco mais, já que os primeiros modelos serão voltados para machine learning.