HDMI 2.1 chega com suporte para vídeos em 10K e HDR dinâmico

PC World / EUA
30 de novembro de 2017 - 13h38
Com lançamento previsto para 2018, novo padrão traz ainda taxas de refresh variáveis que devem tornar mais suave a experiência de jogar games em um PC.

A próxima geração do HDMI está entre nós, e traz alguns benefícios interessantes para quem gosta de games e de assistir a vídeos. Lançado nesta terça-feira, 28/11, pelo HDMI Forum, o padrão HDMI 2.1 oferece suporte para resoluções maiores, novos recursos HDR e taxas de atualização variáveis para tornar mais suave a experiência de jogar no PC, entre outros recursos.

O HDMI 2.1 entrega uma largura de banda muito maior do que o seu antecessor HDMI 2.0 – 48GB/s contra 18Gb/s da tecnologia atual. Isso permite que o HDMI 2.1 alcance resoluções e taxas de refresh muito maiores.

A nova especificação suporta resoluções em 8K e até 10K, mas elas são melhores se pensadas como provas futuras ou direcionadas para aplicações comerciais. Os gamers modernos vão gostar do suporte de display 4K/120Hz. Os monitores 4K atuais são limitados a 60Hz e placas como a GeForce GTX 1080 Ti e a Titan XP já conseguem superar isso em jogos mais novos. Mas os monitores com 120Hz devem chegar na forma dos gloriosos displays G-Sync HDR, da Asus e da Acer, e na próxima geração de placas da Nvidia provavelmente terão o poderio necessário para telas tão exigentes.

O novo HDMI também formaliza o suporte para taxas de atualização variáveis, o “ingrediente secreto” por trás das tecnologias para telas G-Sync, da Nvidia, e FreeSync, da AMD, sincronizando a taxa de refresh do seu monitor com a sua placa gráfica para uma jogabilidade mais suave e sem “engasgos”.

hdmi2102.jpg

Além disso, o HDMI 2.1 também introduz o Quick Frame Transport, que “reduz a latência para games mais suaves e sem travar, e realidade virtual interativa em tempo real”. Jogabilidade mais suave para games para ser um grande impulso do novo padrão.

Os vídeos também recebem um “gás”, principalmente por conta do HDR dinâmico, que permite que um vídeo envie metadados de grande alcance dinâmico para a sua televisão HDR em uma base de cena por cena ou até mesmo frame por frame, em vez de simplesmente no início de um vídeo. Isso cria uma imagem mais vibrante e ajustada.

Vale notar que será preciso ter um novo cabo HDMI 2.1 com maior largura de banda para suporte os novos recursos, mas fique tranquilo, já que esses cabos também terão retro compatibilidade com as implementações HDMI atuais. No entanto, não espere ver essas novidades nas ruas tão cedo: isso porque o HDMI Forum afirma que o HDMI 2.1 Compliance Test Especification, basicamente as especificações para testes com o novo padrão, será publicado em diferentes fases entre o primeiro e o terceiro trimestres de 2018.