Microsoft tem novo óculos Windows VR mais barato para desenvolvedores

Do IDG News Service
02/03/2017 - 01h42
Versão de baixo custo dos óculos de realidade virtual, o Acer Mixed Reality Developer Edition, chegará a produtores de software em março

Alguns desenvolvedores de software mais sortudos já poderão  colocar as mãos em uma versão mais barata do Windows VR, os óculos de realidade virtual da Microsoft, no final de março. A empresa anunciou nesta quarta-feira (01/03), o Acer Mixed Reality Developer Edition, que marca o primeiro lançamento da versão de headset Windows Mixed Reality, que a Microsoft tinha apresentado no ano passado. 

O headset deve se destacar no mercado por conta do seu preço mais barato e por usar uma tecnologia de rastreamento "de dentro para fora" (inside-out) que usa sensores no dispositivo para determinar a posição do usuário, ao invés de depender de rastreadores externos para coletar essas informações. Por conta disso, a Microsoft chama essa tecnologia de óculos de realidade mista.

A chegada do primeiro produto da linha direto aos fabricantes de software permitirá que eles possam testar e refinar suas aplicações antes que o equipamento chegue até as mãos dos consumidores, o que está previsto para o final deste ano. O lançamento do programa de desenvolvimento faz parte do esforço da Microsoft para que os desenvolvedores construam aplicativos para dispositivos Windows Mixed Reality.

Além da Acer, a empresa prepara outros headsets com ASUS, Dell, HP, Lenovo e 3Glasses. Esses headsets executam o mesmo conjunto de Realidade Misturada que alimenta o HoloLens da Microsoft, mas diferem na abordagem. Enquanto o HoloLens tem uma viseira transparente desenhada para sobrepor a camada de objetos digitais no mundo físico, os headsets da Acer e de outros fabricantes como ela são programados para pegar informações do mundo físico e trazê-las para a realidade virtual.

O anúncio também marca a troca da marca pela Microsoft, mudando de Windows Holographic para Windows Mixed Reality, sinalizando que sua utilidade vai além do HoloLens. O objetivo por trás do sistema, que acompanhará cada PC com o Windows 10 Creators Update, é fornecer um substrato consistente para a criação de aplicativos executados em espaços virtuais 3D, sejam exibidos por headsets com visores transparentes ou opacos.

A Microsoft também fornecerá orientações sobre como criar aplicativos para os novos headsets opacos a partir do zero, bem como a forma de portar aplicativos do HoloLens ou de outras plataformas de realidade virtual. Os desenvolvedores de jogos interessados ​​em colocar as mãos no hardware podem se inscrever no programa ID @ Xbox. Não está claro se o gigante da tecnologia está priorizando certos países com esse lançamento inicial, ou se o fone de ouvido estará disponível globalmente para equipes qualificadas. A empresa também não forneceu informações sobre preços no hardware para o desenvolvedor.

A Microsoft disse que planeja trazer experiências semelhantes para a família de dispositivos Xbox One em 2018, mas não quis oferecer detalhes sobre as implicações dessa decisão.