Chips Intel Kaby Lake e AMD Zen terão suporte apenas do Windows 10

PC World / EUA
30 de agosto de 2016 - 11h28
Com suporte oficial apenas para o sistema mais recente da Microsoft, novos processadores não poderão ser usados em máquinas Windows 7 ou 8.

A Microsoft está batendo a porta para as fabricantes de PCs e usuários que esperavam usar os novos chips Intel Kaby Lake ou AMD Zen com máquinas Windows 7 ou 8. Ambos os processadores possuem suporte oficial apenas do mais recente Windows 10.

A ordem da Microsoft no caso é discreta, em vez de secreta. Em janeiro deste ano, a empresa tentou diminuir seu ciclo de suporte para PCs com chips Intel Skylake rodando o Windows 7 e 8, uma política que a companhia acabou abandonando após muitas críticas.

Mas as afirmações da Microsoft também sempre traziam um aviso crítico: as gerações mais recentes de silício - especificamente o Intel Kaby Lake, o Qualcomm 8996, e o AMD Britol Ridge - vão exigir o Windows 10.

“À medida que as novas gerações de silício são apresentadas, vão exigir o Windows mais recente na época para suporte”, afirmou uma porta-voz da Microsoft, quando questionada se essa posição ainda estava valendo.

O objetivo parece seguir em frente com novos recursos, mesmo que isso signifique deixar alguns usuários para trás. “Isso nos permite focar em uma integração produnda entre o Windows e o processador, enquanto mantemos a máxima confiabilidade e compatibilidade com as gerações anteriores de plataformas e chips.”