Novos processadores só vão funcionar com o Windows 10, diz Microsoft

Da Redação
18 de janeiro de 2016 - 17h35
Com isso, máquinas com as próximas gerações de chips da Intel, AMD e Qualcomm não serão compatíveis com os antigos Windows 7 e Windows 8.

A Microsoft anunciou uma mudança que deverá desagradar alguns dos seus usuários: as próximas gerações de chips de empresas como Intel, AMD e Qualcomm não serão compatíveis com os Windows 7 e Windows 8, apenas com o mais novo Windows 10.

Pela mudança em sua política de atualizações para seus sistemas antigos, a empresa vai na contramão do que costuma acontecer: máquinas antigas normalmente não conseguem rodar sistemas mais novos, não o contrário.

“Seguindo em frente, à medida que novas gerações de silício são apresentadas, elas vão exigir a plataforma mais recente do Windows na época para suporte”, afirma a Microsoft em um post no seu blog sobre o assunto.

A empresa de Redmond ainda destacou que o Windows 10 será o único sistema com suporte nos novos Kaby Lake, da Intel, 8996, da Qualcomm, e Bristol Ridge, da AMD. Desta forma, o Windows 7 e o Windows 8 não terão suporte para máquinas rodando as novas gerações de chips citadas acima. 

No entanto, isso não significa que essas versões mais antigas do Windows não contam mais com suporte nenhum. Elas continuarão recebendo updates até janeiro de 2020 (Windows 7) e janeiro de 2023 (Windows 8). 

Vale notar ainda que a sexta geração dos processadores da Intel, também conhecida como Skylake, é a primeira sem suporte para as versões anteriores do Windows. De acordo com as duas empresas, a plataforma e o novo Windows 10 foram “feitos um para o outro”, como afirma o The Verge.