Windows 10 deve impulsionar upgrade de 600 milhões de PCs

IDG News Service / EUA
03/12/2014 - 12h01
Prevista para o início de 2015, chegada do novo sistema da Microsoft vem animando fabricantes como Dell e HP. Anterior Windows 8 não foi bem aceito em empresas.

O Windows 10 ainda está na fase de testes, mas as fabricantes de computadores mal podem esperar pelo dia que o sistema chegará para substituir o Windows 8.

Milhões de PCs estão envelhecendo, e aqueles que resistiram ao Windows 8 provavelmente vão realizar o upgrade para computador com Windows 10. A recepção inicial a uma versão de testes do Windows 10 foi positiva, uma vez que resolve muitos problemas de usabilidade que afetam o Windows 8.

Existem cerca de 600 milhões de computadores com quatro anos ou mais, e esses sistemas estão prontos para upgrades, afirmou o presidente da Intel, Renee James, durante um evento nesta semana.

“Quando vemos um ambiente macroeconômico saudável e uma base instalada envelhecida, esperamos pela chegada de um novo sistema. Os PCs são fantásticos e com preços novos. Essa é meio que uma tempestade perfeita, combinada com um novo SO, e o sistema normalmente empurra o ciclo de upgrade”, disse James.

James está “muito entusiasmado e otimista” com o que a Microsoft está fazendo com o Windows 10.

“Eles estão sendo extraordinariamente responsivos aos consumidores”, afirma o executivo.

É esperado que todas as grandes fabricantes de computadores suportem o Windows 10 quando ele for lançado no começo do ano que vem. As empresas já estão customizando drivers e produtos para o novo sistema. O novo chip da AMD, chamado de Carrizo atualmente, vai aproveitar os novos recursos do Windows 10 – é esperado que a empresa detalhe esses recursos em 2015.

windows10_starmenu 520

Fabricantes se preparam

A Dell descobriu que o Windows 10 fornece uma experiência de usuário consistente e resolve problemas de usabilidade que irritavam os usuários do Windows 8, afirmou o VP de tablets da Dell, Neil Hand.

O novo sistema vai permitir que os usuários rodem os mesmos programas no mobile e no desktop. Isso resolve um problema do Windows 8, que evitava que um grande número de programas funcionasse entre vários aparelhos.

“A habilidade de criar aplicativos que sejam super escaláveis do smartphones para o tablet e para o PC é o grande passo de muitas maneiras”, afirmou Hand.

Outro recurso do Windows 10 que está sendo bem-recebido é a volta do botão Iniciar, que tinha sido abandonado no Windows 8. A “novidade” deverá ser especialmente bem-vinda em empresas, que abraçaram largamente o Windows 7, mais amigável a PCs, e recusaram fazer upgrade para o Windows 8.

A HP também está ansiosa pelo Windows 10, e acredita que o software pode fornecer um grande impulso para as vendas de PCs no ambiente corporativo.

“Estamos genuinamente animados com isso”, afirmou o diretor de desenvolvimento de produtos dos laptops Elitebook da HP, John Groden.

Para os fabricantes de PCs, o Windows 10 é um alívio já que abre o caminho para o upgrade de hardware a partir do Windows 7, aponta o analista principal da Technalysis Research, Bob O ‘Donnell.