5 problemas comuns com impressoras. E como resolvê-los

PC World/EUA
18 de novembro - 08h25
Vazamentos de tinta têm solução. O mesmo pode ser dito de impressoras que engasgam com papel. Você sabe o que fazer quando isso acontece?

Todos os dias, diversos problemas com impressoras transformam a vida dos usuários em uma via crucis. Alguns deles são bastante comuns e relativamente fáceis de resolver. Conheça os principais:

1. Engasgar com papel

Fenômeno que ocorre quando algo interrompe o fluxo de papel em seu caminho da bandeja até a saída do documento impresso. Por vezes, a impressora entrega uma folha de papel toda amassada, outras, interrompe o processo de impressão no meio e trava à espera de alguém para socorrê-la e extirpar a página parcialmente impressa.

Siga esses passos para sofrer menos quando isso acontecer:

I. Desligue a impressora – afinal de contas não queremos faíscas, queimaduras ou curto-circuito causado por anéis e pulseiras. Impressoras laser normalmente trabalham em temperaturas elevadas; vale aguardar até que esfriem.

II. Abra todas as comportas que levam até o papel e que estejam em sua rota dentro da máquina. Se estiver em dúvida sobre onde está o problema, comece pela bandeja e vá seguindo até chegar à área em que o papel é impresso. Todas as travas devem ser liberadas nesse processo.

III. Retire cuidadosamente o papel e eventuais pedaços do interior da impressora. Se possível, puxe a(s) folha(s) no sentido que elas normalmente percorreriam a máquina; assim você evita danificar a parte mecânica da impressora. Seja minucioso e tire todas as folhas e fragmentos que podem vir a interromper o fluxo em impressões futuras. Se acontecer de danificar algum componente interno, pare o que faz e chame a assistência técnica.

IV. Feche todas as portas e travas, alimente a impressora com papel seco e ligue a máquina. O processo de impressão deverá recomeçar de onde foi interrompido. Se isso não ocorrer, repita as operações acima. Se não resolver, acione a assistência e reze para que seja um mal menor e não a substituição do cabeçote ou da rebimboca da parafuseta.

2. A interminável fila de impressão

A impressora mais moderna do mundo ainda tem uma limitação: atender apenas a uma solicitação de job por vez. Às vezes não dá conta de realizar uma impressão e, presa a esse trabalho, provoca atrasos em todas as tarefas enfileiradas.

Possivelmente, um trabalho ocupou toda a memória da impressora ou um documento está configurado para ser impresso em determinado tipo de papel sem que este esteja na bandeja da máquina. Também pode ser fruto da configuração da alimentação do papel (definido para manual).

I. Se for uma impressora dedicada, conectada diretamente em seu PC, basta interferir no painel de controle (sistemas Windows) ou nos Utilitários de Impressão de máquinas munidas com SOs Apple e cancelar a ordem de impressão.

II. Impressoras de rede atendem a várias solicitações e as listam para aos usuários, esses, porém, não podem interferir em jobs que não sejam seus. Vale contatar os analistas de suporte para resolver a questão.

3. Vazamentos de tinta ou manchas de toner

Os pigmentos na tinta para impressoras e tonners são feitos para cumprir três tarefas: gravar, secar e permanecer. Mas tudo isso no papel e não no chão, nas mãos ou nas camisas brancas.

Toner

Ao derramar acidentalmente, preste atenção nos seguintes passos:

- Seque o local em que caiu;

- Não inalar o toner.

Para remover:

- Não use água fria, morna ou quente; prefira produtos de limpeza normais;

- Evite usar um aspirador de pó convencional, pois por ser um pó muito fino, pode vazar por outros cantos do aspirador. Existem aspiradores especialmente desenvolvidos para sugar toner. Eles trazem bicos que permitem alcançar cantos remotos dentro de impressoras e de mesas;

- Em casos de superfícies lisas, use toalhas de papel ou panos especiais (que atraem estaticamente o toner) e jogue em sacos de plástico bem fechados.

Tinta

Não chore a tinta derramada, remova. Eis como:

- No caso de superfícies lisas, seque a tinta com um pano ou lenço absorventes. Em seguida use um produto de limpeza para remover eventuais manchas, sempre de acordo com a superfície específica. Não espere secar.

- Caiu tinta na pele? Seque a tinta em excesso e continue lavando a pele com o sabonete de sua preferência. Não saiu? Esfrega que sai. Evite usar produtos de limpeza adicionais. Normalmente, água morna e sabonete dão conta.

- Tinta em tecidos ou no carpete. A receita chama-se água e sabão. Faça movimentos verticais, não desenhe em círculos nem de um lado para o outro. Nos dois casos você estará espalhando a tinta pelas fibras do tapete no lugar de removê-las.

- No interior da impressora. Aí complicou. É uma trabalho difícil e o resultado é incerto. Mas, se quiser experimentar, faça o seguinte:

I. Desligue a impressora se for possível. Alguns modelos somente permitem acesso à área de cartuchos quando ligadas. Se este for o caso, mantenha a máquina ligada até retirar os reservatórios de tinta. Mas vale pensar se remover o cartucho não vai causar mais danos que se deixá-lo por hora onde está. Se optar por remover os causadores da invasão, tenha em mãos um recipiente para acomodá-los.

II. Com um pano seque o máximo de tinta que conseguir. Use tecido que não solte felpas umedecido com álcool. Cuide para não deixar nada preso no interior da impressora.

III. Faça um teste de impressão e procure por evidências de tinta por toda a folha.

4. Queda de energia elétrica durante uma impressão

Não é complicado de resolver. Pode ser encarado como um tipo de jam (papel engasgado).

I. Desligue a máquina, pois não queremos que o processo de impressão recomece enquanto você remove a folha parcialmente impressa.

II. Ligue a impressora novamente e observe se há mensagens de erro ou sons estranhos que possam indicar danos internos.

III. Impressoras laser requerem que você leia as instruções de como remover o tonner que ficou preso entre o cartucho e a cabeça de impressão. Já os modelos que operam com tinta demandam que os cartuchos sejam limpos antes de continuar o processo de print. Antes de continuar a imprimir o documento, realize um teste para verificar que está tudo bem com a máquina. Em inglês existe a sigla ”RTFM”; significa algo como “prezado usuário, por favor, leia o manual”.

IV. Para evitar que caso semelhante volte a acontecer, procure instalar um no-break na impressora.

5. Imprimindo do lado certo em papel fotográfico

Os intermináveis segundos que o separam de uma fotografia impressa estão para passar, quando, para o seu desespero, você se dá conta de ter colocado o caro papel fotográfico virado do lado contrário, justamente aquele que não absorve tinta.

O que fazer?

I. Se der tempo, cancele a impressão, principalmente se estiver imprimindo uma série de fotos.

II. Retire cuidadosamente as folhas de papel da impressora evitando que a tinta escorra e vá parar no chão ou nas roupas. Se quiser, pode usar um lenço para segurar as películas, uma vez que a tinta pode manchar suas mãos.

III. Jogue tudo no lixo. Sim: pode ir se despedindo do papel e da tinta caríssima. Da próxima vez, certifique-se de ter inserido o papel do lado indicado no manual da impressora.

(Melissa Riofrio)