Supostos 'detalhes' do Windows 8 vazam na Internet

Jeff Bertolucci, da PC World/EUA
29/06/2010 - 08h35
Carga quase instantânea do sistema, reconhecimento facial, suporte a conexões de última geração e vídeo 3D e HD aparecem entre as 'novidades'.

O que a Microsoft está preparando para o Windows 8? Já ouvimos rumores de um sistema operacional de 128 bits com data de lançamento para 2012, mas e os recursos bacanas que fariam valer o upgrade? Alguns sites de fãs do Windows acabam de publicar documentos - vazados, supostamente, por gente de dentro da Microsoft - que oferecem um vislumbre do que Redmond tem em mente.

A trilha desses papéis começa com um site italiano sobre Windows, chamado "Windowsette", que disse ter obtido apresentações clandestinas da Microsoft que descreveriam para onde vai o Windows 8. Os dados ultrassecretos foram parar em sites na língua inglesa, como "Microsoft Kitchen" e "Microsoft Journal", que picaram e destrincharam os slides PowerPoint para consumo público.

Os supostos documentos internos, que podem tanto ser reais como uma armação muito bem elaborada, trazem uma visão superficial, porém abrangente, do que viria a ser o Windows 8. Tempos menores de carga, suporte para padrões de conectividade de alta velocidade, como USB 3.0 e Bluetooth 3.0, e a implantação de tecnologias de ponta, como reconhecimento facial, parecem estar em alta na lista de tarefas de Redmond.

Além disso, o Windows 8 viria também com suporte a novos tipos de vídeo, incluindo aparelhos sem fio HDTV e 3D, e facilidades para que usuários façam o autodiagnóstico e o reparo de problemas no sistema operacional.

Enxergando longe
Os documentos economizam detalhes, mas esbanjam visão de longo prazo. De uma perspectiva geek, os planos da Microsoft para reconhecimento facial são os mais atraentes. Com a quase predominância de webcams em laptops, e a chegada de câmeras de videoconferência em smarphones como o iPhone 4 e o HTC EVO 4G, parece lógico que a Microsoft encontre jeitos inovadores de usar este hardware.

Uma sugestão: "O Windows 8 poderia detectar minha presença e me logar automaticamente", estabelece o documento.

O Windows 8 também pode resolver outras questões problemáticas para a Microsoft: o doloroso tempo de carga do sistema do Windows. Um dos pontos mais fortes do futuro sistema operacional da Google é que ele é projetado para oferecer aos usuários uma experiência de instant-on: aperte o botão Power e, em segundos, você estará conectado à web. Você terá seus arquivos, e-mail, e conteúdo online quase imediatamente. 

Em comparação, o arrastado processo de carga do Windows é sempre uma boa hora para largar o PC e sair em busca de um café ou chá (ou outra bebida de sua escolha).

Carga rápida
De fato, "otimizar para carga rápida" é reconhecidamente uma das principais prioridades da Microsoft. "Os PCs com Windows 8 vão ligar rapidamente, quase instantaneamente em alguns casos, e estão prontos para trabalhar sem qualquer demora, longa ou inesperada. Quando os clientes quiserem checar e-mail, resultados de jogos, ou tocar mídia, eles adorarão procurar por seus PCs porque eles lhes derão tudo o que quiserem rapidamente", de acordo com os slides.

Os documentos também mostram um desktop protótipo com Windows 8, que assume definitivamente o estilo Mac. As especificações incluem um monitor sensível ao toque, de 17 a 30 polegadas (parece que a entrada por toque terá um grande papel no Windows 8), uma GPU DirectX para gráficos mais rápidos; vídeo HD; login baseado no reconhecimento de face; e controle por voz.

Vistos em sua totalidade, os objetivos da Microsoft em relação ao Windows 8 parecem ser ao mesmo tempo ambiciosos e impressionantes. Só nos resta imaginar quantos desses (supostos) recursos darão as caras quando o sistema final chegar às lojas daqui a dois anos ou mais.