Vendas de e-readers devem atingir pico em 2014

IDG News Service
28 de maio de 2010 - 11h38
Segundo pesquisa, esses dispositivos enfrentarão uma forte concorrência de outros eletrônicos multifuncionais como o iPad.

Leitores digitais (e-readers) como o Kindle e o Nook estão crescendo em popularidade, mas suas vendas vão frear em 2014 devido a competição de uma série de dispositivos eletrônicos de consumo, incluindo o tablet iPad, segundo pesquisa da britânica Telecoms & Media.

Segundo a companhia, as vendas de dispositivos e-readers devem chegar a 12,2 milhões de unidades em 2010, crescimento de mais de 50% em relação às quase cinco milhões de unidades vendidas em 2009. 

Esse aumento deve continuar em 2013: a estimativa é de que o ano registre 14 milhões de vendas, mas as vendas devem cair cerca de  7% em 2014, fechando o ano com 13 milhões de unidades vendidas.

“Em geral, não acreditamos no crescimento de e-readers com banda larga móvel”, afirmou a analista da empresa Gavin Byrne.

Enquanto os e-readers atuais, com telas monocromáticas de tinta eletrônica (e-ink), oferecem uma boa experiência de leitura, são bem portáteis e tem longa duração de bateria, eles ainda enfrentam uma competição dura. "Eles estão sob ameaça da disponibilidade de conteúdo de livros digitais em outros dispositivos multifuncionais como celulares, tablets, netbooks e outros eletrônicos portáteis de consumo”, completou Byrne.

(Matt Hamblen)