Asus descarta Android para linha Eee PC

IDG News Service/Taiwan
30/04/2009 - 10h15
Taipé - Asus admite bom momento para rivais, mas diz que manterá Windows na linha de netbooks.

Pioneira no setor de netbooks - versões mais portateis e simplificadas dos laptops - a Asustek Computer descartou a possibilidade de usar o sistema operacional Android do Google, para celulares, se mantendo com o WIndows, da Microsoft, para sua popular linha Eee PC de netbooks.

"A maioria dos consumidores está acostumada a usar o Windows", afirmou Jerry Shen, CEO da empresa, durante evento para investidores nesta quinta-feira (29/04) em Taipé.

O primeiro trimestre do próximo ano dará "mais de uma oportunidade" para softwares rivais, assim como chips alternativos, afirmou ele.

A companhia também planeja manter o uso de chips de PCs, baseados na arquitetura x86 (série de famílias de chips Intel), com o executivo afirmando que são mais atraentes para netbooks, principalmente, pela riqueza de softwares específicos.

Processadores criados para telefones, como a linha ARM, tem vantagens diferentes. Os chips Snapdragon, da Qualcomm, são muito baratos, afirmou ele.

Netbooks criados usando o chipset - um dos principais componentes lógicos de uma placa-mãe, - Snapdragon e sistemas móveis podem ser melhores para internet, multimídia e aplicações 3G, descreveu. O Android roda em processadores como os ARM.

Intel, AMD e Via Technologies fazem chips baseados na arquitetura x86. Até agora, a Asustek só vende netbooks com chips Intel.

A companhia afirmou ter vendido 900 mil netbooks no primeiro trimestre e projeta que ultrapassará a marca de um milhão no segundo trimestre.