Office 14 não deve ser lançado este ano

PC World/EUA
25/02/2009 - 13h13
São Francisco - Novo pacote deve chegar em 2010 e, enquanto isso, usuários esperam por Windows 7.

A próxima versão do pacote de aplicativos da Microsoft, o Office 14, não deve ser liberada este ano. Essa teria sido a mensagem de Steve Ballmer a analistas de Wall Street, na última terça-feira (24/04), sugerindo que uma nova versão do Office poderia ser lançada apenas em 2010.

Tal atraso não significa uma verdadeira surpresa, já que a Microsoft ainda precisa liberar uma versão beta da suíte, ainda sem data marcada. O que ela fez até agora foi apresentar uma versão alpha do Office 14 para servidores a um seleto grupo de clientes.

Haveria algum problema com esse atraso? Aparentemente não. Enquanto usuários do Vista clamam pelo lançamento do Windows 7, projetado para corrigir muitos dos incômodos do sistema operacional, o mesmo não se pode dizer do Office.

Um estudo recente publicado pela Forrester Research mostra que os usuários do Word e demais aplicativos do Office acabam se acostumando com ele, numa espécie de casamento antigo: se você está acostumado com o software e todos os seus arquivos estão no formato do Word, do Excel ou do PowerPoint atual, não há motivos para se querer algo novo.

Ainda segundo o estudo, tal comportamento pode mudar dadas as facilidades que ferramentas de produtividade baseadas na web, como o Google Docs, oferecem como solução mais fácil e barata para pequenas empresas que querem compartilhar documentos e trabalhar de forma colaborativa. A Microsoft está atenta nesta tendência e planeja entregar versões web dos componentes da suíte no Office 14.

Isso quer dizer que o Office 14 deverá ser uma suíte mais leve, menor e mais amigável. Do ponto de vista de competição, estas mudanças fazem todo o sentido. O que não está claro, no entanto, é se tal estratégia justificaria um update.

O que se espera é que um novo Office ofereça uma mudança substancial e não apenas alguns poucos serviços adicionais. Muitos usuários sequer se importaram em migrar do Office 2003 para a versão 2007 da suíte, mesmo sabendo que a nova versão do Office difere em inúmeros aspectos.

Jeff Bertolucci, editor da PC World, de São Francisco