Redação do IDG Now!" />

Abinee revê vendas de PCs para 13 milhões em 2008, com alta em notebooks

Redação do IDG Now!
06/08/2008 - 11h47
São Paulo - Previsão do presidente da Abinee, Humberto Barbato, é que em 2009 as vendas de notebooks superem as de desktops.

As vendas de computadores vão chegar a 13 milhões de unidades em 2008, crescendo 30% em relação ao ano passado, segundo previsão da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e da consultoria IT Data.

A projeção está acima dos 11,7 milhões de unidades estimados pelas entidades no início do ano.

O crescimento será puxado principalmente por um aumento de 185% na venda de notebooks, que devem atingir vendas de 5,5 milhões de unidades. Já as vendas de desktops vão cair 6%, totalizando 7,5 milhões de unidades.

A previsão do presidente da Abinee, Humberto Barbato, é que em 2009 as vendas de notebooks superem as de desktops.

No segundo trimestre de 2008, o mercado brasileiro registrou vendas de 3,174 milhões de PCs - uma alta de 36% sobre o mesmo período do ano passado.

O mercado de notebooks cresceu 200% no período, com mais de 1 milhão de unidades vendidas. O segmento doméstico respondeu por 64% das vendas.

Em contrapartida, a venda de desktops cresceu apenas 5%, com pouco mais de 2 milhões de unidades vendidas e a maior parte das vendas - 54% - ficaram concentradas no mercado corporativo.

A pesquisa detectou ainda uma recuperação no mercado ilegal de desktops, que teve 35% de participação - um crescimento de 2 pontos percentuais em relação ao 1º trimestre deste ano.

O motivo para o crescimento foi um aumento no número de micro, pequenas e até médias empresas que compram seu PCs em revendas que montam desktops sem processo produtivo básico (PPB).

A ilegalidade diminui, contudo, no mercado de notebooks. A queda foi de 34%, no primeiro trimestre, para 31,5%, neste segundo trimestre. O mercado paralelo tem ainda menos força nos notebooks de preço abaixo de 2 mil reais, segundo o estudo.