Qualcomm acusa Apple de roubar sua tecnologia e entregá-la à Intel

Da Redação
26/09/2018 - 12h06
Em novo processo, fabricante disse que a companhia de Cupertino entregou a sua tecnologia wireless para aumentar velocidade dos modems da rival.

A batalha judicial entre Qualcomm e Apple acaba de ganhar mais um capítulo. Isso porque a fabricante de chips agora acusa a empresa de Cupertino de roubar sua tecnologia wireless para fornecê-la à Intel de modo a aumentar a velocidade dos modems da rival.

Conforme aponta uma reportagem do The Verge sobre o assunto, a Qualcomm afirma no processo que há anos a Apple vem roubando suas informações confidenciais e segredos comerciais por meio de um “plano intrincado” para melhorar o desempenho de soluções que não possuem chipsets Qualcomm, incluindo iPhones.

Em um trecho da nova ação, aponta o site, a fabricante da linha Snapdragon diz que os engenheiros da Intel chegaram até a reclamar com a Apple em um determinado momento sobre o fato de não conseguirem abrir arquivos secretos da Qualcomm que tinham recebido, o que teria feito os profissionais a criarem novos documentos usando as próprias ferramentas da Qualcomm.

Apesar de não especificar uma data, a Qualcomm diz no documento que essa suposta prática da Apple teria começado “há pelo menos vários anos” e que continua até hoje. Entre outras coisas, a empresa pede à justiça por indenização financeira e medidas punitivas para a Apple, além de querer que a companhia seja a obrigada a parar de usar os modems da Intel.

 Vale notar que a Qualcomm já tinha feito afirmações neste sentido contra a Apple em um processo no final de 2017, mas em um tom mais ameno em relação ao adotado nesta nova ação.

Segundo o The Verge, a Apple se negou a comentar essas novas acusações da Qualcomm, apontando para o comunicado que emitiu em junho do ano passado, quando afirmou que a fabricante estava “taxando” a sua inovação e prejudicando o mercado de forma geral.