EUA libera chinesa ZTE para retomar parte das operações

Da Redação
04/07/2018 - 09h00
Liberação temporária permitirá que fabricante mantenha infraestrutura em funcionamento e entregue updates de segurança para produtos.

O Departamento de Comércio dos EUA derrubou temporariamente nesta semana uma parte da proibição contra a ZTE, que desde abril estava impedida de comprar produtos de companhias daquele país. As informações são do The Verge.

A fabricante chinesa, que pagou recentemente uma multa de 1 bilhão de dólares aos EUA, agora poderá retomar algumas atividades no mercado norte-americano, incluindo manter a sua infraestrutura em funcionamento e entregar updates de segurança para os produtos. A notícia fez as ações da ZTE fecharem em alta nesta terça-feira, 3/7.

No entanto, vale notar que essa “derrubada” temporária de uma parte das restrições impostas pelo governo dos EUA contra a ZTE é temporária e vai valer até o próximo dia 1º de agosto. 

Ainda não se sabe exatamente o que vai acontecer após essa data. Uma reportagem publicada pela Bloomberg nesta semana aponta que é esperado que a proibição deverá ser totalmente derrubada pelos dos EUA – desde que a ZTE esteja cumprindo o acordo recente com o governo norte-americano, como é esperado. 

Entenda o caso

No último mês de abril, a ZTE foi proibida de comprar componentes de tecnologia norte-americanos por sete anos por violações de sanções contra o Irã e a Coreia do Norte.

> Acompanhe o IDG Now! também nas redes sociais. Estamos no FacebookTwitter Instagram