Slack supera a marca de 3 milhões de usuários pagos

Computerworld / EUA
09/05/2018 - 18h05
Um dos pioneiros do segmento de chat para equipes de trabalho, o aplicativo atualmente é usado por 8 milhões de usuários em 500 mil empresas.

O Slack continua a crescer de forma rápida, mesmo com a concorrência cada vez mais forte por parte da Microsoft e de outras grandes empresas do mercado. Desde que basicamente criou o mercado de ferramentas de chat baseadas em equipe, há quatro anos, o Slack viu uma variedade de competidores lançarem produtos rivais. 

Segundo os dados mais recentes de adoção publicados pela própria companhia, o Slack agora possui 8 milhões de usuários ativos diários em mais de 500 mil organizações.  

Esse valor representa um crescimento significativo em relação aos 6 milhões de usuários que o serviço tinha em setembro do ano passado, quando a empresa registrou 200 milhões de dólares em receita recorrente.

Usuários pagos

Mais significativo ainda é o número de usuários pagos, que passou de 2 milhões, em setembro de 2017, para 3 milhões agora. Já o número de equipes pagantes subiu de 50 mil para 70 mil neste período. 

Esse crescimento aponta para o sucesso do Slack em converter os usuários para as suas versões pagas, assim como em convencer grandes empresas a usarem o seu produto chamado Enterprise Grid, que ganhou um update recentemente

Rivais

Para efeito de comparação, o aplicativo rival da Microsoft, chamado de Teams, foi implementado por 200 mil empresas desde que foi lançado em março de 2017 – a Microsoft não revela os números de usuários ativos diários. 

Vale notar que o Teams está disponível em algumas assinaturas do pacote de produtividade Office 365, da Microsoft, que possui cerca de 120 milhões de usuários. 

microsoftteams1ano.jpg

O analista da Freeform Dynamics, Richard Edwards, afirma que o crescimento contínuo do Slack é “certamente impressionante”, mas alerta que há “concorrência pesada a caminho, mais notavelmente por parte da Microsoft com o seu produto relativamente novo Teams”. 

É claro que o Slack e a Microsoft são apenas duas das companhias brigand pelo domínio do Mercado de colaboração. Outros players incluem a Cisco, com o Webex Teams, o Facebook, com o Workplace, o Google, com o Hangouts Chat, e a Atlassian, com o Stride.

“O Slack e a Microsoft não são as únicas fornecedoras de olho no mercado do espaço de trabalho baseado em chats, que reúne os melhores pedaços das tecnologias específicas de colaboração tradicionais, como compartilhamento e criação conjunta de documentos, conferências por áudio e vídeo, compartilhamento de tela e por aí vai”, aponta Edwards.

Há quatro anos mercado, o Slack também conta com um forte ecossistema de aplicativos e uma sólida comunidade de desenvolvedores, sendo que há mais de 1.500 apps no diretório Slack App, conforme a empresa.