Por que a Amazon detém tanto poder diante de seus concorrentes?

Da Redação
30 de abril de 2018 - 18h00
Empresa pode usar sua expertise em análise de dados para se deslocar para praticamente qualquer setor com absoluto sucesso ou garantias

Com profundo conhecimento do consumidor, a Amazon pode entrar em quase todos os setores. Mas a empresa, avaliada atualmente em US$ 740 bilhões, parece ter ainda muito a conquistar. Em posse de informações preciosas sobre o que e como vende mais, a varejista destina alguns dos produtos mais vendidos a fabricação própria e assume, de vez, uma posição de extrema vantagem sobre a concorrência, de ponta a ponta.

“Tudo o que a Amazon precisava fazer era escolher o melhor e copiar isso”, disse Rachel Greer, ex-gerente de produto da Amazon, ao The Guardian.

Embora o varejo seja o mais visível de seus negócios, a gigante silenciosamente estendeu seus tentáculos sobre uma surpreendente variedade de setores não relacionados. Google e Facebook podem ter captado o mercado de publicidade on-line, mas a Amazon agora abraça mantimentos, TV, robótica, nuvem e também eletrônicos. Das 10 principais indústrias dos Estados Unidos no PIB, a Amazon tem um dedo em tudo, menos em imóveis (ainda). Como um grande tubarão, ninguém quer mexer com Jeff Bezos (fundador da companhia). Ainda que essencial para muitas empresas, também compete com todas elas.

Por que a Amazon tem tanto poder?

O que torna a Amazon tão assustadora para toda a concorrência é que a empresa pode usar sua expertise em análise de dados para se deslocar para praticamente qualquer setor com absoluto sucesso ou garantias.

“A Amazon tem todos esses dados disponíveis. Eles rastreiam o que as pessoas estão pesquisando, o que elas clicam, o que elas não querem ”, disse Greer. “Toda vez que você está procurando por algo e não clica, você está dizendo à Amazon que há uma lacuna”, explicou.

A Amazon sabe onde você mora, com quem você mora, sua localização atual (se você usa um aplicativo no celular), quais programas de TV você assiste, que músicas você ouve e quais sites você visita. É uma empresa digital e obcecada por entender os seus clientes e como eles consomem.

“Quanto mais você entende todos os aspectos de um cliente, mais pode satisfazer suas necessidades”, explica o professor da Tuck School of Business, Vijay Govindarajan.

Desde 2012, o Bespoke Investment Group vem monitorando um índice de 54 ações de varejo, conhecido como “Death by Amazon Index”, que considera os mais vulneráveis ​​à Amazon. “É um título um tanto melodramático, admitimos. Mas resume o que está acontecendo no varejo muito bem”, disse George Pearkes, um analista da Bespoke.