Aplicativo de Planilhas do Google agora permite registro de macros

Computerworld / EUA
13/04/2018 - 20h05
Iniciativa faz parte dos esforços da gigante para aumentar a presença do seu pacote na nuvem G Suite entre os clientes corporativos.

O Google liberou nesta semana atualizações para o aplicativo Planilhas (Sheets), incluindo a habilidade de registrar macros – a iniciativa faz parte do plano da gigante para ter mais apelo junto aos usuários corporativos com o seu pacote de produtos na nuvem G Suite.

O registro de macros fornece uma maneira de automatizar tarefas repetitivas na ferramenta de planilhas do G Suite, potencialmente economizando horas de esforço dobrado dos usuários.

O gravador de macros permite que os usuários registrem ações no app Planilhas e então as reproduzam sem precisar escrever código. Uma vez registrado, um macro é automaticamente convertido em um Apps Script – uma linguagem de script do Google derivada do JavaScript. Ele depois poderá ser editado para atualizar o macro, em vez de obrigar os usuários a registrá-lo por completo mais uma vez. 

Também é possível escrever funções customizadas no Apps Script e importá-las como novos macros, segundo o Google.

“Queremos ajudar as empresas a automatizarem trabalho ao abordar os macros de uma forma diferente: cloud-first”, afirmou o gerente de produtos do G Suite, Ryan Weber, em um post sobre o assunto. 

Como os macros do Planilhas são feitos para arquivos baseados na nuvem, os usuários podem rodar os macros enquanto outros usuários estão trabalhando em uma planilha sem interrupção. 

“Por exemplo, uma equipe do financeiro tendo uma reunião de orçamento pode rodar os macros enquanto revisa a mesma planilha”, destaca o executivo. 

A atualização do Planilhas chega à medida que o Google busca atrair mais usuários corporativos para o seu pacote de produtividade com novos recursos e produtos, como o recém-lançado Google Hangouts Chat.

O G Suite com mais de 3 milhões de usuários pagos atualmente, mas ainda está muito atrás de rivais como o Office 365, da Microsoft, que conta com mais de 120 milhões de usuários mensais ativos. 

Para o diretor de pesquisas da IDC, Wayne Kurztman, os updates recentes do G Suite posicionaram o Google como “um competidor sério nos mercados de colaboração e pacotes corporativos”. Apesar de a Microsoft ainda “ser dona do mercado”, a IDC enxerga o Google efetivamente escavando o mercado, “pedaço por pedaço”.

“O foco do Google na experiência do usuário e em melhorias de funcionalidades, como essa atualização do Planilhas, é algo que se sai bem tanto entre usuários padrão quanto mais avançados”, destaca Kurtzman. “Essa deveria ser uma preocupação para o Office 365, que foca nos usuários padrão em primeiro lugar.”