Amazon planeja entrar no mercado financeiro com serviço bancários, diz WSJ

Da Redação
09/03/2018 - 09h26
Segundo reportagem do The Wall Street Journal, gigante de tecnologia pretende lançar produto similar a uma conta corrente

Informações do jornal The Wall Street Journal apontam que a gigante norte-americana Amazon pretende entrar no mercado financeiro com um produto similar a uma conta corrente. A ideia seria oferecer serviços financeiros em parceria com grandes bancos dos EUA, como JPMorgan Chase e One Capital.

Ainda segundo o veículo, o foco da Amazon seria atender a jovens e pessoas não bancarizadas.

Embora a notícia surpreenda, existem algumas razões que mostram que o movimento não é tão chocante quanto parece. É o que destaca o jornalista Matthew Hughes, em matéria publicada no portal The Next Web.

Em primeiro lugar, diz Hughes, a Amazon tem participação em diversos mercados - não apenas com sua consolidada operação no varejo on-line, mas também em serviços de computação em nuvem, processamento de pagamentos, logística e muito mais. Todos eles muito rentáveis.

Agora, falando de mercado financeiro, chegamos a uma indústria que é conhecida por seus excessos e eonormes lucros. Em 2014, por exemplo, os mil principais bancos globais lucraram incríveis US$ 920 bilhões. A Amazon, sem dúvida, quer uma parte desse montante.

Outros itens que potencializam as chances da Amazon são seu forte know-how técnico e, sobretudo, capital para iniciar novas jornadas. No caso de uma startup, por exemplo, em busca de seu espaço entre as fintechs, dinheiro sempre é uma barreira.

No caso da Amazon, uma das maiores empresas do mundo. Jeff Bezos, fundador da companhia, inclusive, já é considerado o homem mais rico do planeta, com fortuna acima dos US$ 105 bilhões. Ou seja, dinheiro não é problema.

Quanto à parte técnica, cada dia mais serviços bancários têm ganhado novas tencologias e operações digitais. A infraestrutura tecnológica para tudo isso? A resposta é fácil: Amazon Web Services (AWS), líder no mercado de cloud pública. Pagamentos e conformidade? As equipes que trabalham no Amazon Pay dariam conta.

Em resumo, a Amazon entraria neste mercado com vantagens que nenhum outro player tem. Os argumentos fazem Hughes acreditar que, caso a Amazon de fato decida entrar no mercado financeiro, será um "game-changer".