Por que o Google e a Mobilelron se uniram - e o que pretendem oferecer

Computerworld / EUA
01/02/2018 - 16h39
Nova parceria vai fornecer uma espécie de portal de serviços e aplicativos seguros para empresas.

O Google Cloud e a Mobilelron anunciaram nesta semana uma parceria para fornecer uma espécie de portal de serviços e aplicativos seguros para empresas.

Mas por que Google Cloud e Mobilelron? Porque o Google quer usar a sua plataforma de comércio Orbitera, que permite a compra e a venda de serviços e softwares na nuvem – e precisa de um parceiro de segurança e distribuição que seja agnóstico em termos de hardware e sistema operacional.

A Mobilelron não apenas irá ajudar o Google a distribuir os seus apps por meio da sua plataforma de gerenciamento da mobilidade corporativa (EMM), mas o seu software também pode fornecer dados analíticos que mostrem quais os apps e serviços mais populares e os seus respectivos públicos.

“Quando você pensa em serviço na nuvem, você está acessando-o por meio de aplicações vivendo em aparelhos que podem ser um dispositivo móvel, um PC ou um Mac”, afirmou um porta-voz da Mobilelron. “E mesmo esses sistemas (de desktops) estão ficando cada vez mais parecidos com sistemas operacionais mobile.”

O novo serviço, que deve ser disponibilizado na segunda metade deste ano, será desenvolvido principalmente sobre o Security Assertion Markup Language (SAML), um padrão aberto para autenticar e autorizar transferências de dados entre uma provedora de identidade, como a Mobilelron, e um provedor de serviços, como o Google.

Os primeiros exemplos do novo serviço provavelmente virão por meio de uma operadora de telecomunicações, como a AT&T ou a Deutsche Telekom, que criaria um marketplace de serviços na nuvem no estilo da Google Play Store, segundo o porta-voz da Mobilelron. Uma companhia então selecionaria um app ou um serviço e qualquer cobrança relacionada a eles seria aplicada diretamente à conta mensal de telefonia da empresa.

“Cada empresa vai implementar dezenas ou até centenas de serviços na nuvem e precisa de uma maneira fácil para comprar esses serviços, distribui-los para os funcionários, e ajudar a garantir a segurança dos dados corporativos que eles controlam”, afirmou o CEO da Mobilelron, Simon Biddiscombe, em um comunicado sobre o assunto. 

“As operadoras possuem uma incrível oportunidade de negócio de se tornarem uma ponte para um marketplace seguro de serviços na nuvem para os seus clientes. Nosso trabalho com o Google Cloud vai buscar maneiras para ajudar as operadoras a venderem do modo que quiserem e ajudar os CIOs a comprarem o que eles quiserem.” 

Os recursos planejados para o portal na nuvem incluem:

-Pacotes customizados para permitir que as operadoras criem pacotes de serviços por segmentos de clientes

-Branding customizado para as operadoras e os clientes do marketplace

-Uma conta única mensal para tudo que for contratado por um cliente, incluindo aparelhos, dados, voz e serviços de terceiros na nuvem

-Acesso seguro à nuvem para garantir que apenas usuários confiáveis, usando apps confiáveis em aparelhos confiáveis, tenham acesso aos serviços

-Dados analíticos de uso para os clientes poderem saber o que está sendo mais usado e por quem