Tbit recebe aporte de R$ 1 milhão da Monsanto e Fundo BR Startups

Da Redação
28/09/2017 - 12h52
Empresa de Minas Gerais utiliza processamento de imagem e inteligência artificial para verificar qualidade de sementes e grãos

A Monsanto, por meio do fundo BR Startups, anunciou que investirá R$ 1 milhão na startup Tbit. Em junho de 2016, a Monsanto tornou-se parte do grupo de investidores do BR Startups, gerido pela MSW Capital.  

Criada em 2008 pelo empresário Igor Chalfoun e três outros parceiros, a Tbit utiliza processamento de imagem digital e inteligência artificial para automatizar os processos de qualidade nas empresas, substituindo assim os protocolos manuais ou químicos. A empresa possui oito produtos e 50 clientes, dos quais cerca de 80% são do mercado agrícola. 

A solução é composta por um equipamento e um software que automatizam o processo de verificação de qualidade de sementes e grãos. Imagens ou vídeos do processo são feitos e enviados para um computador que, por inteligência artificial, gera a classificação das sementes e grãos. 

"Com o nosso produto, por exemplo, economiza-se 70% em tempo para liberar os lotes analisados, pois a leitura é feita de maneira mais rápida. Além disso, é gasto 20% menos tempo para reprocessar ou devolver lotes”, explica Chalfoun.

Segundo o empresário, o investimento será usado para reforçar o quadro funcional em sua sede em Minas Gerais e expandirá esforços de vendas e marketing em todo o país.

Concebido pela Microsoft Participações e gerido pela MSW Capital, o fundo BR Startups visa apoiar as empresas em seu desenvolvimento, por meio do conhecimento e do potencial de escala global de seus investidores: Monsanto, Banco Votorantim, Grupo Algar, BB Seguridade, Qualcomm e Age-Rio. 

"O apoio do Fundo BR Startups ao segmento de inovação para o agronegócio é estratégico para fomentar o potencial criativo do setor de agronegócio, que corresponde a cerca de 20% do PIB do Brasil. Queremos promover a transformação digital nas empresas que atuam na área”, comenta o COO da Microsoft Participações, Franklin Luzes.

O sócio da MSW Capital, Richard Zeiger, explica que 74 startups de diversas áreas do agronegócio participaram do processo de seleção do Fundo. "A Tbit passou por um rigoroso processo de avaliação e foi escolhida por possuir um time de primeira linha e tecnologia de classe mundial. O que ficou evidente quando conversamos com os clientes que a startup trabalha. Pelo uso de inteligência artificial, a startup está transformando a metodologia de avaliação do processo de qualidade e comercialização de sementes e grãos das grandes empresas do agronegócio ", explica Zeiger.