Intel completa compra da Mobileye e reforça tecnologia para carros autônomos

IDG News Service
09/08/2017 - 09h44
Com aquisição, Intel coloca suas mãos em tecnologias como machine learning, análise de dados, localização e mapeamento para sistemas autônomos

A Intel concluiu nesta semana a aquisição da startup Mobileye. A companhia, com sede em Israel, é mais conhecida por sua tecnologia que habilita carros autônomos para evitar colisões, incluindo aí sensores e visão artificial capaz de detectar pedestres, placas de limite de velocidade, faixas e mais. Em março deste ano, a companhia anunciou acordo para adquirir a Mobileye por US$ 15,3 bilhões.

A aquisição deve acelerar a indústria automotiva, posicionando a Intel como fornecedora líder de tecnologia em um mercado de rápido crescimento para veículos altamente autônomos.

"Com a Mobileye, a Intel surge como líder na criação da base tecnológica que a indústria automotiva precisa para um futuro autônomo", afirmou o CEO da Intel, Brian Krzanich. "É um desafio emocionante de engenharia e uma enorme oportunidade de crescimento para a Intel. Ainda mais emocionante é o potencial que carros autônomos têm para transformar indústrias, melhorar a sociedade e salvar milhões de vidas", completou.

Ainda de acordo com Krzanich, a aquisição permitirá que a experiência da Mobileye em visão computacional, conhecida como "os olhos" de carros autônomos - complemente a experiência de computação e conectividade de alto desempenho da Intel - conhecida como "o cérebro" - em busca de criar soluções automatizadas entregues a partir da nuvem para os carros.

As operações da Mobileye integrarão o chamado Automated Driving Group (ADG) da Intel, que irá liderar os esforços em condução autônoma da fabricante de chips e terá o suporte total dos recursos e tecnologia da própria Intel para definir e oferecer soluções de nuvem para o segmento no mercado automotivo. 

A Mobileye permanecerá sediada em Israel e liderada pelo professor Amnon Shashua, que atuará como vice-presidente sênior da Intel e CEO da Mobileye e diretor de tecnologia. Ziv Aviram, cofundador, presidente e CEO da Mobileye, está se retirando da empresa, com vigência imediata.

"Conduzir tecnologia de condução autônoma requer uma combinação de produtos de software proprietários e plataformas de hardware de sistemas abertos versáteis que permitam aos clientes e parceiros personalizar soluções", disse o professor Shashua.

"Pela primeira vez, a indústria automobilística tem um único parceiro com conhecimentos profundos e um legado cultural em ambas as áreas. A Mobileye está muito animada para começar este novo capítulo", continuou.

Adiante, o professor Shashua disse que a Mobileye apoiará e desenvolverá a tecnologia existente e o relacionamento com fabricantes de automóveis, parceiros da área de semicondutores para desenvolver programas avançados de condução, altamente autônomo e totalmente autônomo.

Carros estão se tornando data centers sobre rodas, disse a Intel que espera que até 2020 veículos sem motorista irão gerar 4 mil GB de dados por dia. A companhia estima que o mercado para os sistemas com foco em dados, serviços e sistemas para veículos será avaliado em US$ 70 bilhões em 2030.