Irlanda rebate União Europeia e diz que Apple não deve nada em impostos

Macworld / EUA
08 de setembro de 2016 - 14h54
Após investigação de dois anos, Comissão Europeia decidiu que empresa deve pagar cerca de US$14,5 bilhões em impostos para o país.

A Irlanda vai se juntar à Apple em uma apelação contra a decisão da Comissão Europeia de que a empresa deve mais de 14 bilhões de dólares em impostos para o país.

O parlamento irlandês votou por 93 a 36 nesta quarta-feira, 08/09, para entrar com uma apelação contra a decisão publicada na semana passada. Agora, o governo irlandês vai pedir à Comissão Europeia que reverta sua determinação, que alega que o tratamento fiscal dado pela Irlanda para a Apple entre 2003 e 2014 era ilegal e distorcia a concorrência.

A Irlanda poderia ganhar cerca de 14,5 bilhões de dólares em rendimentos fiscais a partir dessa decisão, mas oficiais do governo disseram que impor esses impostos danificaria a reputação do país como um bom local para fazer negócios.

Após uma investigação de dois anos, a Comissão Europeia concluiu que a Apple pagou apenas 500 euros por cada um milhão de euros lucrado em 2003 - essa taxa caiu para 50 euros por milhão em 2014.