China apresenta supercomputador mais rápido do mundo e domina Top 500

Da Redação
20/06/2016 - 11h17
167 máquinas do ranking são chinesas. Além disso, processadores mais rápidos em uso são produzidos no país asiático.

O supercomputador Tianhe-2 acaba de perder o posto de supercomputador mais rápido do mundo. Por coincidência, ele foi ultrapassado por outra máquina chinesa: o Sunway TaihuLigh, capaz de processar 93 bilhões de operações por segundo.

O novo líder da lista das máquinas mais potentes do mundo dá à China outra fonte de orgulho. Diferente do predecessor, que rodava com processadores Intel, o equipamento mais potente do mundo foi construído com chips chineses.

E não para por aí. A 47ª edição do ranking que lista os 500 principais supercomputadores do mundo agora contém 167 sistemas chineses, colocando o gigante asiático a frente dos Estados Unidos, com 165 representantes na lista.

O TaihuLight atingiu 93 petaflops utilizando 40,960 processadores SW26010 desenhados e fabricados na China. Cada componente contém quatro elementos de gestão de processamento (MPEs, na sigla em inglês) e quatro blocos, sendo que cada um possui 64 elementos de processamento computacional, com 260 núcleos por processador. O sistema total possui 10.649,600 cores.

O Tianhe-2, que encabeçava a lista desde junho de 2013, em comparação, atingiu 33,9 petaflops, continha 260 mil processadores Intel Xeon E5-2692v2, cada um com 12 núcleos funcionando a 2.2GHz, em um total de 3.120,000 cores.

Dois norte-americanos aparecem na terceira e quarta posição do ranking de supercomputadores mais rápidos do mundo, o Titan e o Sequoia. O japonês K Computer ficou em quinto, seguido pelo Mira, Trinity, Piz Daint, Hazel Hen e Shaheen II.