| Saiba mais Patrocinado por

Por uma TI Bimodal em harmonia

Por Cisco
18 de maio de 2016 - 14h11
Como líderes de TI podem colher os melhores frutos da transformação digital

Um assunto que vem ganhando espaço nas discussões e, gradativamente, sendo transformado em prática pelas empresas ao redor do mundo é a TI Bimodal.

O Gartner prevê que 75% das organizações terão uma abordagem do gênero até 2017. Nas Américas, incluindo o Brasil, estima-se que 30% delas já estejam nesse caminho.

Mas o que, de fato, representa tal postura com relação ao ambiente de TI? Como adotá-la? E quais soluções podem ajudar nesse processo?

Entendedores...

Criado em 2014, o termo bimodal surgiu para descrever um ambiente “bifurcado” de TI: aquele tradicional, que cuida do fluxo eficiente, integrado e sustentável das operações; e o experimental, desburocratizado, no melhor estilo startup de ser, orientado à criação de soluções criativas, práticas e inovadoras.

Enquanto um se concentra na estabilidade, confiabilidade e custo; outro foca na agilidade, gerando vantagem competitiva.

Esses dois universos, porém, não precisam necessariamente andar separados: uma mesma equipe, harmonicamente, pode dividir seu tempo entre as pragmáticas atividades ligadas à TI tradicional, e às novas práticas relacionadas à bimodal.

Todavia, como já destacara o consultor de tecnologia Cezar Taurion, CEO da Litteris Consulting, a "bimodal é o caminho, e não o fim da jornada". Em outras palavras: uma mudança de mindset, de estratégias e atitudes pelas corporações, sobretudo de seus líderes, a ser perseguida continuamente.

Esse caminho está ligado ao cenário de intensas e rápidas transformações nos negócios, muitos dos quais abalados por iniciativas disruptivas. De gente que pensa "fora da caixa", experimenta, se coloca no papel dos clientes para atender as necessidades do mercado.

... entenderão

Assim como a sintonia fina entre colaboradores e departamentos de uma empresa em prol de iniciativas transformadoras, é fundamental que os heads de TI dediquem maior parte do seu tempo à experimentação.

Os CIOs devem, sobretudo, assumir o papel de protagonistas do negócio: evangelizar colaboradores, participar efetivamente no direcionamento do budget e... orquestrar soluções amigáveis, integradas e inteligentes de infraestrutura.

Para essa regência, no entanto, a resposta é uma só - coisa de quem entende a “partitura” tecnológica: o Unified Computing System™ (Cisco UCS®) com processadores Intel® Xeon®.

É uma solução que veio para ajudar os profissionais da tecnologia a desempenhar seguramente o papel transformador exigido pelos novos tempos. O de maestro. Cuja batuta ficará livre para conduzir equipes sedentas por inovação.

Isso porque, em um único equipamento, estão reunidas as respostas para as demandas mais cruciais da TI: menor tempo de provisionamento, computação, armazenamento, rede, virtualização e gerenciamento.

Clique aqui e entenda, ainda mais, por que o Unified Computing System™ (Cisco UCS®) com processadores Intel® Xeon® é a solução perfeita para revolucionar a sua infraestrutura física.

Torne-se um maestro de TI com o Cisco UCS: