Redação do IDG Now!" />

MIT cria linguagem de programação por blocos digitais para crianças

Redação do IDG Now!
16 de maio de 2007 - 11h28
São Paulo - Para PC e Mac, Scratch permite que crianças criem conteúdos digitais sem sintaxes e oferece portal para mixagem de conteúdo.

O MIT Media Lab apresentou nesta quarta-feira (16/05) uma nova linguagem de programação que transforma crianças que apenas consomem mídia em produtores de conteúdo interativo para internet, como histórias, games, música e animação.

O Scratch permite que crianças programem criações interativas apenas juntando blocos gráficos semelhantes à versão digital do Lego, sem pontuações e sintaxes das linguagens tradicionais.

Segundo Mitchel Resnick, professor de pesquisa de aprendizado do MIT Media Lab responsável pelo desenvolvimento do Scratch, a nova linguagem "abre portas para todos".

O grupo de pesquisa Lifelong Kindergarten, de Resnick, já desenvolveu anteriormente os “blocos programáveis” que inspiraram os premiados kits de robótica Lego Mindstorms.

A interface do Lego Mindstorms, usado na maioria dos colégios que introduzem aulas de robótica na grade curricular, segue a mesma simplicidade de arrastar blocos digitais.

Após pronto, o trabalho das crianças pode ser compartilhado pela internet, do mesmo jeito que compartilham vídeos no YouTube, envolvendo outras crianças em uma comunidade online.

O portal permite que crianças mudem e ampliem constantemente as criações umas das outras, complementando o processo de aprendizado, segundo Resnick, que afirmar ser "empolgante acordar a cada manhã e ver o que há de novo no site”.

Ao trabalham em projetos com o Scratch, as crianças aprendem a pensar de maneira criativa e a resolverem problemas sistematicamente - habilidades que são críticas para o sucesso no século XXI, segundo ele.

Projetado para crianças com a partir de 8 anos de idade, o software está disponível para download gratuito no site do Scratch. O programa roda em PCs e Macs.

O MIT Media Lab agora está colaborando com outras organizações - como a Intel, Microsoft, Samsung, BT, grupo LEGO, Motorola, e One Laptop Per Child (OLPC) - para criar outras versões e aplicações para o Scratch, incluindo versões para telefones celulares.