Microsoft oferece US$ 250 mil para quem denunciar criador de worm

IDG News Service/ EUA
13/02/2009 - 11h31
São Francisco - Recompensa será entregue a quem tiver dados que levem ao responsável pelo Conficker, que já infectou mais de 15 milhões de PCs.

A Microsoft está oferecendo recompensa de 250 mil dólares por informações que levem à prisão dos criadores do worm Conficker, também conhecido como Downadup.

O malware se aproveita de uma falha no Windows, já corrigida pela Microsoft em uma atualização emergencial em outubro de 2008. O worm, contudo, continua a se espalhar em PCs que não aplicaram a correção, e já infectou mais de 15 milhões de sistemas.

Saiba mais sobre o Conficker:
> Dicas: saiba se proteger do Conficker
> Conficker: ferramenta indica PC infectado
> Links falsos no Google prometem proteger PC
> Conficker será ativado em 1º de abril

Além desta campanha, a Microsoft diz que está trabalhando com pesquisadores de segurança, com pessoas que registram domínios e com o the Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), na tentativa de derrubar os servidores que lançam os ataques do Conficker.

Caso o autor do Conficker viva em um local que seja conhecido por não punir o cibercrime - Rússia e Ucrânia, por exemplo -, talvez seja difícil haver uma acusação, segundo Jart Armin, editor do site de pesquisas sobre crimes digitais Hostexploit.com.

Geralmente, quem promove este tipo de denúncia recebe cerca de 10 mil dólares.

Robert McMillan, editor do IDG News Service, de São Francisco