Concurso para hackers termina em 2 minutos com invasão de MacBook Air

IDG News Service/EUA
28/03/2008 - 20h05
Vancouver – Concurso “PWN 2 OWN" vê pesquisador explorar brecha no Mac OS X para invadir MacBook Air em 2 minutos e levar prêmio de US$ 10 mil.

Devem ser os 10 mil dólares mais rápidos que Charlie Miller já ganhou na vida.

O hacker foi o primeiro a invadir um dos três laptops (e ganhar o prêmio máximo de 10 mil dólares) nesta quinta-feira (27/03), o MacBook Air, no caso, durante o concurso "PWN 2 OWN" na conferência CanSecWest.

Organizadores do evento ofereceram um Sony Vaio, um Fujitsu U810 ou o MacBook como prêmios, afirmando que eles poderiam ser ganhos por qualquer um que descobrisse uma maneira inédita de invadi-los e ler conteúdos em um arquivo no sistema.

Mais sobre o MacBook Air:
> Veja o MacBook Air desmontado
> Fotos: conheça o MacBook Air
> Outros notebooks superfinos
> Lenovo X 300, o concorrente do MacBook Air

Ninguém conseguiu a proeza no primeiro dia do concurso, onde só eram permitidos ataques pela rede. No dia seguinte, porém, as regras foram relaxadas para que ações de usuários, como navegar ou receber e-mails, pudessem ser uma porta de entrada para ataques.

Miller, mais conhecido como um dos pesquisadores que invadiram o sistema do iPhone em 2007, precisou de apenas 2 minutos para invadir ao redirecionar os responsáveis pelo concurso a um site que continha um malware que, acessado, dava controle do micro ao hacker. Uma platéia de 20 presentes delirou com o feito.

Ao ganhar, Miller assinou um acordo em que não revelaria informações sobre a falha até que uma empresa de segurança patrocinadora do evento notificasse a Apple.

O campeão no ano passado, Dino Dai Zovi, explorou uma brecha no QuickTime para ganhar o prêmio. Zovi não participou da edição deste ano, afirmando que era hora de outra pessoa ganhar.

Robert McMillan, editor do IDG News Service, de Vancouver.