Novo iPhone XS Max tem custo de produção estimado em US$390

Da Redação
27 de setembro de 2018 - 11h00
Informação é da consultoria IHS Markit, que analisou o mais novo smartphone top de linha da Apple. Aparelho tem preços a partir de US$1.100 nos EUA.

O recém-lançado iPhone XS Max tem um custo de produção de estimado em 390 dólares, de acordo com uma análise feita pela IHS Markit. Esse valor, que leva em conta os materiais usados pela Apple no modelo de 64GB do smartphone, é 20 dólares a mais em relação ao custo estimado do iPhone X, conforme levantamento da consultoria.

Com uma tela de 6,5 polegadas, o XS Max tem preço inicial de 1.100 dólares nos EUA, 100 dólares a mais do que o seu antecessor iPhone X, com tela de 5,8 polegadas e que chegou ao mercado norte-americano por a partir de 1 mil dólares em 2017.

Em seu comunicado sobre a análise dos custos envolvidos na produção do XS Max, que não leva em conta gastos com pesquisas e desenvolvimento, por exemplo, a IHS aponta que o rival Galaxy S9+ (de 64GB), da rival Samsung, tem um custo de produção de 375,80 dólares e preço sugerido de 840 dólares nos EUA.

Vale destacar que o display OLED de 6,5 polegadas do XS Max é fornecido pela Samsung Display – a LG Display seria uma fornecedora secundária para essa tela em especial, segundo a consultoria. A análise informa também que o custo geral da tela do novo top de linha da Apple fica em torno de 120 dólares, valor próximo do display do antecessor iPhone X.

Apresentado em setembro, o iPhone XS Max – e seu irmão menor, o XS, ainda não tem uma data de lançamento definido no Brasil. Os aparelhos devem desembarcar por aqui até o final do ano. O antecessor iPhone X chegou ao mercado brasileiro em dezembro de 2017 com preços entre 7 mil e 7.800 reais.