Uber demite motoristas de segurança de carros autônomos nos EUA

Da Redação
12 de julho de 2018 - 11h30
Dispensa de profissionais acontece alguns meses após acidente fatal com veículo e fim de testes com esses automóveis nos EUA.

O Uber demitiu cerca de 100 motoristas de segurança dos seus carros autônomos em Pittsburgh, nos EUA, segundo informações publicadas inicialmente pelo Quartz e depois confirmadas pela própria empresa ao site.

De acordo com a publicação, o Uber realizou uma reunião com os profissionais nesta quarta-feira, 11/7, para informá-los sobre a decisão de dispensá-los.

Todos os carros autônomos que operam em vias públicas em caráter de teste, como os da Uber, exigem que um motorista humano esteja atrás do volante. Tais motoristas ficam posicionados para assumir a direção em caso de falha do sistema autônomo ou em face a outros possíveis riscos no trânsito. 

Fim de testes

Em março, a companhia já tinha anunciado a suspensão dos seus testes com carros autônomos. A decisão aconteceu pouco após um acidente fatal com um carro autônomo do Uber em Tempe, no Arizona, no mesmo mês, quando uma pedestre foi atropelada pelo veículo. 

Informações publicadas mais recentemente pelas autoridades locais apontam que a motorista de segurança do veículo envolvido no acidente, Rafaela Vasquez, estava assistindo TV via streaming pelo smartphone na hora da colisão.