SpaceX caminha para se tornar uma das startups mais valiosas do mundo

Da Redação
16 de abril de 2018 - 09h44
Com nova rodada de investimentos, empresa de Elon Musk deve atingir o valor de US$ 25 bilhões de mercado, colocando atrás apenas da Uber e Airbnb

A SpaceX caminha para se tornar uma das startups mais valiosas do mundo. Isso porque a empresa de Elon Musk está levantando US$ 507 milhões em uma rodada de investimentos Serie 1 que elevará o valor da companhia a US$ 25 bilhões, de acordo com dados levantados pelo PitchBook. Com esse valor, a SpaceX só ficaria atrás da Uber e do Airbnb como empresa de tecnologia de capital privado mais valiosa do globo.

A agência privada espacial vem de um longo caminho e uma série de inovações que tem revolucionado a indústria aeroespacial. Fundada em 2002, a companhia conseguiu o feito de lançar e recuperar foguetes, além de firmar contratos recentes com a NASA para missões de abastecimento da Estação Espacial Internacional. Em fevereiro, demonstrou a potência por trás do Falcon Heavy, um novo e poderoso foguete com três impulsionadores reutilizáveis para transportar cargas mais pesadas, incluindo um Tesla vermelho que foi lançado ao espaço "ao som" de "Life on Mars", de David Bowie.

A companhia recebeu autorização para captar US$ 507 milhões no dia 5 de abril. Em novembro de 2017, conseguiu levantar US$ 450 milhões a um valuation de US$ 20,8 bilhões. A valorização da companhia mais que dobrou desde 2015, quando valia cerca de US$ 10 bilhões.

A medida que diversifica as ambições da SpaceX, Elon Musk também coloca seus olhos sobre o nosso planeta vizinho. A companhia está trabalhando em um foguete ainda maior, alcunhado de BFR, que inglês traduz para um termo, digamos, bem literal: Big Fucking Rocket. Os planos é que tal veículo massivo será a plataforma que levará humanos a iniciar uma nova era da história da humanidade: a de colonizar Marte.