Android supera o iOS em termos de lealdade de usuários, diz pesquisa

Computerworld / EUA
12/03/2018 - 12h01
Estudo da Consumer Intelligence Research Partners mostra que 91% dos usuários Android permanecem fiéis ao sistema móvel do Google, em comparação com 86% no iOS.

Apesar de a Apple ter uma reputação de possuir os usuários mais fiéis e aficionados do mundo, os donos de aparelhos Android possuem uma taxa maior de lealdade, segundo um novo levantamento. 

Um estudo recente publicado pela Consumer Intelligence Research Partners (CIRP) mostra que 91% dos usuários Android permanecem fiéis ao sistema móvel do Google, em comparação com 86% dos usuários iOS. 

Os dados em questão foram coletados como parte das pesquisas trimestrais com 500 usuários feitas pela CIRP entre março de 2013 e dezembro de 2017. Para os últimos resultados, a companhia mensurou também a porcentagem dos consumidores que permaneceram com cada sistema ao ativarem um novo smartphone ao longo dos 12 meses anteriores a dezembro de 2017.

Mais precisamente, o estudo descobriu que, durante esse período entre o fim de 2016 e o fim de 2017, a taxa de lealdade dos usuários Android subiu de 89% para 91%, enquanto que esse número subiu de 85% para 88% entre os usuários iOS. 

“A lealdade dos usuários Android agora supera ligeiramente a dos usuários iOS”, aponta o sócio e cofundador da CIRP, Josh Lowitz, em um comunicado. “Com o tempo, a lealdade ao Android subiu gradualmente, uma vez que o sistema alcançou uma igualdade em termos de disponibilidade de apps, músicas e vídeos, e à medida que a experiência de usuário nas duas plataformas ficou mais parecida.” 

Mais opções

Os usuários Android também se beneficiam de uma variedade muito maior de smartphones de diferentes fabricantes, permitindo que eles troquem de hardware sem mudar de sistema operacional, destaca Lowitz. Por outro lado, apenas os aparelhos da Apple rodam o iOS.

Ponto mais alto

Outro sócio e cofundador da CIRP, Mike Levin, aponta que a lealdade ao iOS e ao Android atingiram seus pontos mais altos.

“O iOS e o Android competem de forma mais agressiva à medida que diminuem os compradores de primeira viagem de smartphones”, aponta Levin.

“Com menos usuários de sistemas legado de smartphones, donos de celulares básicos, e compradores de primeira viagem, o Android e o iOS agora novamente vão ganhar e perder usuários para a outra plataforma.” 

Uma vez que investiram em apps e serviços para um sistema móvel, a maioria das pessoas não muda assim tão rapidamente de plataforma – a não ser que fiquem muito brava com a empresa ou o seu sistema em especial, explica o analista da J.Gold Associates, Jack Gold. 

A diferença entre os aplicativos para iOS e Android também pode ser significativa e exigir uma curva de aprendizado para dominá-los, por isso os usuários não mudam de plataforma tão facilmente, aponta Gold.

Além disso, há também uma mentalidade de grupo, em que os amigos do usuário podem ter iPhones ou aparelhos Android e ele então irá pensar: “quero ficar com o meu grupo”, segundo Gold.

“Então a lealdade à marca em smartphones é algo razoavelmente significativo, especialmente na parte mais alta do mercado”, afirma o analista. “Ela é muito diferente do que os aparelhos de entrada e mais baratos que normalmente são vendidos pelo preço e visual, e os usuários não costumam comprar muitos acessórios.”