5 recursos incríveis do Android que mostram a evolução do sistema

PC World / EUA
06 de fevereiro de 2018 - 11h43
Ferramentas que são padrão atualmente levaram algum tempo para chegar à plataforma móvel do Google.

É fácil ficar pensando em qual será o próximo grande update do Android e o que queremos que o Google adicione, mas e todas as coisas incríveis que o sistema ganhou desde o seu lançamento há quase 10 anos?

Você pode se surpreender ao ver o que não existia na plataforma. Por isso, é hora de parar um pouco e apreciar o que nós temos.

Confira abaixo cinco recursos incríveis do Android que tomamos como garantidos.

Doze Mode

Há apenas alguns anos, você estava sujeito a ter uma surpresa desagradável caso esquecesse de colocar o seu smartphone Android para carregar antes de ir para a cama. Mesmo quando estão quietos, os aplicativos continuam acordando o celular sempre que querem - e sugando bateria neste processo. E você realmente estaria com problemas se um app encontrasse um erro e causasse um “wakelock” – o seu aparelho poderia estar quase morto na manhã seguinte.

Mas tudo isso mudou quando o Google introduziu o chamado Doze Mode no Android 6.0 Marshmallow. Após um período sem movimento, o Doze Mode entra em ação para evitar que os apps acordem o seu smartphone, a não ser em casos de condições muito específicas. O aparelho ainda vai acordar periodicamente para pequenas janelas de manutenção para que os apps possam “alcançar” a nuvem.  

No Android 7.0 Nougat, o Google foi além e melhorou o Doze Mode para que ele funcione mesmo quando o smartphone estiver no seu bolso.

A duração de bateria standby estava em um nível completamente diferente antes do Android 6.0. Ainda bem que essa época ficou para trás.

Previews de tela no multitarefa

O Android oferece suporte para multitarefa há bastante tempo, o que era um dos seus principais diferenciais em relação ao iOS por um período. No entanto, a experiência de trocar de apps no Android sempre foi um pouco estranha e confusa. Na verdade, a interface para mudar de apps nem contava com telas de preview no início.

Até o Android 3.0 Honeycomb, a interface de multitarefa do Android trazia apenas um banco de oito ícones para representar os seus aplicativos recentes. Mas isso mudou a partir do Android 4.0 Ice Cream Sandwich nos smartphones – e a partir do Honeycomb nos tablets.

O modo multitarefa agora inclui uma tela de preview do estado mais recente do aplicativo antes de você sair dele. Na verdade, visualizar as telas dos apps te ajuda a achar mais rapidamente o que você está buscando – além de ficar mais bonito visualmente.

Chrome Custom Tabs

Existem muitas razões pelas quais um app pode querer exibir conteúdo web, mas te mandar para o seu app de navegador é uma experiência pobre. 

A primeira tentativa do Google para resolver esse problema era chamada de WebView, mas a adição das Chrome Custom Tabs ao Android em 2015 melhorou muito a visualização de conteúdo web. 

As Chrome Custom Tabs permitem que os desenvolvedores renderizem uma página web dentro do seu aplicativo usando a engine (mecanismo) do Chrome. Você tem acesso a todos os recursos básicos do navegador do Google, como senhas salvas, favoritos, e por aí vai. 

E, caso você precise da experiência completa do navegador, é fácil mudar a Custom Tab ativa para o Chrome sem precisar recarregar o conteúdo. As Chrome Custom Tabs também são muito mais rápidas do que a opção anterior, a WebView, e são atualizadas frequentemente como parte do próprio app do Chrome.

Captura de telas

Nos dias iniciais do Android, você não conseguiria tirar uma screenshot na maioria dos aparelhos sem um PC ou acesso root ao smartphone. A única maneira “oficial” de capturar a tela em um celular era se conectar com as ferramentas para desenvolvedores Android em um PC e capturar as telas via ADB (Android Debug Bridge) – um verdadeiro pesadelo. 

É difícil imaginar que algo tão simples quanto tirar uma screenshot tenha demorado tanto, mas o Google finalmente adicionou o recurso no Android 4.0 Ice Cream. A partir dessa versão do sistema, todos os aparelhos passaram a suportar a captura de telas por meio de um comando simples: apertar ao mesmo tempo o botão power e de baixar o volume por alguns segundos. Foi uma conquista e tanto na época. 

Com o tempo, as fabricantes foram adicionando comandos próprios para tirar screenshots – confira a lista completa em nosso especial sobre o assunto.

Barra de notificações

A tela de notificações do Android era uma das suas vantagens iniciais sobre o iOS – a ponto de a Apple depois ter copiado a plataforma do Google.

No entanto, houve uma época em que as notificações do Android eram um caso de “tudo ou nada”. Você podia ver as notificações na barra, mas não era possível dispensá-las individualmente. Havia apenas um botão “Remover Todas”. Esse botão ainda existe hoje em dia, mas o Android 4.0 Ice Cream Sandwich trouxe uma maneira muito mais granular para gerenciar as notificações. Se você não quiser uma notificação em especial na barra, basta dispensá-la com um simples deslizar de dedo.

A partir do Android Jelly Bean, o Google adicionou a opção de deslizar o dedo para baixo em uma notificação. Em vez de remover o item, essa ação o expande para mostrar mais informações. Esses gestos ajudaram a tornar a barra de notificações um lugar mais clean e dinâmico para gerenciar o seu mundo.