Como o novo Snapdragon 845 vai impactar os smartphones Android em 2018

PC World / EUA
07/12/2017 - 11h47
Apresentado nesta semana, novo chip da Qualcomm trará melhorias em transmissão de dados LTE, duração de bateria e captura de imagens, entre outras coisas.

Se você achou que os smartphones Android top de linha deste ano eram rápidos, espere até o ano que vem. A Qualcomm revelou nesta semana a sua próxima geração de chips, o Snapdragon 845, e é mais do que apenas a evolução do número a seguir: é um completo redesign da arquitetura da plataforma. E certamente terá um impacto profundo nos aparelhos Android top de linha do próximo ano.

 

Enquanto o Snapdragon 835 era principalmente focado em desempenho e velocidade, o 845 traz algumas melhorias em como os smartphones usam o processador para Inteligência Artificial (IA), fotos e, obviamente, duração de bateria. Provavelmente teremos de esperar até a chegada do Galaxy S9 para vê-lo em ação – a Samsung é mais uma vez a parceira de fabricação – mas uma vez que o novo chip chegar, vai significar grandes novidades para os usuários mobile.

 

Confira abaixo cinco maneiras como o novo Snapdragon 845 impactará os futuros aparelhos Android top de linha.

 

Seus dados voarão

A arquitetura do Snapdragon 845 é o mesmo processador octa-core de 10 nanômetros do 835, então é improvável que o Galaxy S9 ou o LG V40 tragam grandes ganhos de desempenho em comparação com os seus antecessores. A Qualcomm diz que o 845 terá gráficos 30% mais rápidos do que o 835, um crescimento impressionante sobre um chip já poderoso, mas algo que não deve ser tão perceptível para usos no mundo real.

 

O verdadeiro ganho de velocidade virá do modem. O 845 usa a segunda geração do modem  X20 Gigabit LTE, que possui suporte para 1.2Gbps Gigabit LTE Category 18 assim como para Wi-Fi com multigigabits 802.11ad para downloads ainda mais rápidos. É claro que a sua velocidade irá depender da rede, mas a fabricante afirma que o novo modem permitirá que os usuários baixem um filme de 3GB em menos de três minutos por uma rede LTE.

 

Eles vão durar mais

O 835 trouxe ganhos sérios em duração de bateria, com muitos aparelhos usando o chip para passar facilmente por um dia inteiro de uso padrão. A Qualcomm afirma que o 845 terá uma eficiência energética 30% superior ao antecessor, o que pode levar os dispositivos para um segundo dia de uso sem a necessidade de recarga. 

 

A Qualcomm vem focando em otimizar os núcleos do chip com o 845, então o processador poderá delinear as tarefas de maneira inteligente com base nas necessidades de energia. Como resultado, a gravação de vídeos utilizará 30% menos energia. Graças ao novo sistema Adreno Foveation, que usa rastreamento ocular para determinar quais áreas da tela deverão ser renderizadas totalmente, games e apps com uso intensivo de gráficos também não irão “depenar” a sua bateria.

 

Eles serão mais inteligentes.

No mês passado, a Huawei lançou o Mate 10 com uma Neural Processing Unit (Unidade Neural de Processamento) dedicada, e o Snapdragon 845 não quer ser superado. A terceira geração de engine de processamento neural irá liberar totalmente as habilidades de machine learning e IA dos aparelhos Android.

 

A Qualcomm afirma ainda que o Snapdragon 845 suportará frameworks de IA como o TensorFLowLite, do Google, e o Caffe2, do Facebook, além de ser otimizado para redes mais recentes. Usando um novo Hexagon Digital Signal Processor, o chip será três vezes mais rápido com desempenho IA, o que significa que os smartphones serão mais eficientes e usarão menos energia para tarefas comuns e repetitivas. O chip também utilizará um subsistema de áudio de baixo uso de energia para assistentes digitais. Assim, falar com o seu aparelho o dia todo não acabará com a bateria.

 

Suas fotos e vídeos serão ainda melhores

As câmeras nos nossos smartphones fazem apenas parte do trabalho quando o assunto é tirar fotos. Muito do trabalho pesado é feito por processadores de sinal de imagem. O Spectra 280 ISP, da Qualcomm, ganhou diversas melhorias no Snapdragon 845. Em vez de refinar a resolução, que já foi basicamente aumentada ao máximo nos smartphones, o novo chip foca em volume de cor, o que significa que as imagens serão mais ricas, profundas e precisas do que antes.

 

O novo processador conseguirá tirar fotos melhores em ambientes de luz baixa, graças à redução de ruído multi-frame, foco automático mais rápido, e estabilização de imagem acelerada. O ISP também permitirá melhores retratos com reconhecimento facial baseado em profundidade. Quando o assunto é vídeo, o chip permitirá captura em ultra HD premium para vídeos 4K em 60 frames por segundo, assim como vídeos em slow-motion com 720p e 480 frames por segundo.

 

Mais seguros

Assim como o Secure Enclave, da Apple, a Qualcomm está introduzindo uma Secure Processing Unit (Unidade de Processamento de Segurança) no Snapdragon 845 que manterá seus dados a salvo de caírem em mãos erradas. Com seu próprio processador dedicado, a SPU vai configurar uma “ilha segura” para proteger os scans de impressão digital, íris e biometria facial. O chip seguro também armazenará informações de pagamentos e dados do SIM card para uma tranquilidade completa.