Google leva Instant Apps à Play Store e abre caminho para o futuro

PC World / EUA
23/10/2017 - 11h09
Nova funcionalidade inovadora permite que usuário navegue por trechos de apps sem precisar baixar e instalá-los no smartphone.

O Google demonstrou no final da semana passada, durante seu evento anual Playtime, como planeja tornar os apps da Play Store mais seguros, rápidos e fáceis de achar. O resumo da ópera: você está prestes a ver muito mais Instant Apps.

Para quem não lembra, os Instant Apps foram lançados oficialmente durante o Google I/O, em maio, mas só agora estamos começando a ver o quanto eles podem ser importantes. Criado para permitir o uso dos apps em poucos segundos, o recurso permite que os usuários testem apps Android totalmente funcionais sem precisar realmente instalá-los. Na semana retrasada, a gigante de buscas revelou o SDK Instant Apps 1.1, que trouxe uma experiência mais fácil e rápida, e agora os Instant Apps estão prontos para os holofotes.

Desde o final da semana passada, o Google começou a integrar os Instant Apps diretamente na Play Store por meio de um novo botão Try It. Agora, quando você visualizar um aplicativo com um Instant App correspondente na Play Store, poderá fazer um ‘test drive’ com o ele sem precisar instalá-lo de verdade. Vale lembrar que não é uma demo ou um anúncio interativo – é o app nativo inteiro rodando a partir da nuvem do Google em vez do seu smartphone.

O Google afirma que a sua visão para os Instant Apps é que um dia todos os aplicativos estarão disponíveis como Instant Apps ou conteúdos ‘baixáveis’, e que o usuário poderá escolher qual versão usar. “O Google deve fazer o trabalho pesado para disponibilizar as partes certas do app no momento certo”, afirma o diretor de gerenciamento de produtos da empresa, Vineet Buch. “Os desenvolvedores apenas criam uma versão e ela estará disponível em todo lugar como um pedaço ou pedaços individuais. Esse é o nosso problema para resolver.”

googleplaystore_520.jpg

Por que isso importa

O Instant Apps é o futuro dos aplicativos móveis. Combinando a velocidade de um web app com o design e a funcionalidade de um app nativo, o Instant Apps não apenas economiza/libera espaço, mas também permite que os desenvolvedores direcionem recursos e seções específicas exatamente quando um usuário precisar. Por exemplo, o McDonalds poderia oferecer um Instant App para pedidos quando você estivesse buscando por uma localização, ou o Yelp poderia oferecer reviews de shows para um restaurante próximo. A novidade pode ser limitada à descoberta e compartilhamento atualmente, mas o Instant Apps é o primeiro passo em direção a um futuro onde não precisaremos mais de dezenas ou centenas de apps tomando nossas telas de smartphones e ocupando um espaço precioso.

Recompensa contra bugs

O Google também anunciou na semana passada, durante o Playtime, um foco renovado no relato de bugs. Para isso, a empresa lançou um programa de recompensas que ira pagar até 1 mil dólares para cada vulnerabilidade corrigida.