Elon Musk afirma que Tesla já construiu metade da maior bateria do mundo

Da Redação
02/10/2017 - 18h16
Instalação na Austrália Meridional ajudará o estado a superar os frequentes apagões no verão. Sistema da Tesla terá capacidade para alimentar 50 mil casas

Cerca de dois meses após a Tesla anunciar que havia sido selecionada pelo governo da Austrália Meridional para instalar o que a companhia chama de "a maior bateria de íons de lítio do mundo", o CEO Elon Musk disse que a companhia já se encontra no "meio do caminho" para entregar o projeto. 

Segundo informações da ABC News Australia, Musk teria feito o anúncio em uma festa com vista para a construção da bateria de 129 MWh.

O sistema terá, eventualmente, capacidade para alimentar 50 mil casas e está sendo construído em um parque eólico operado pela francesa Neoen.  

A Austrália Meridional sofre com frequentes apagões nos meses de verão. Em setembro do ano passado, todo o estado foi atingido por um apagão após uma série de tempestades. Em fevereiro deste ano, outro apagão foi desencadeado devido a altas temperaturas. Isso levou o governo australiano a buscar uma alternativa em energia sustentável que pudesse entrar em ação quando necessário.

Musk disse que o projeto todo custaria cerca de US$ 50 milhões e prometeu que a empresa construiria a bateria em 100 dias, um prazo apertado destacado pelo próprio executivo. À imprensa local, prometeu que ele seria cumprido: "Haverá muitas pessoas que vão olhar e dizer 'Eles conseguiram fazer isso em cem dias? Funcionou? Vamos garantir que sim".   

Sob o acordo com o governo australiano, a Tesla deverá entregar a bateria no limite de cem dias após a assinatura do contrato. Isso porque se falhar no prazo, a empresa deverá entregar o produto de graça.