Boeing lança prêmio de US$ 2 milhões para quem criar um jetpack funcional

Da Redação
27 de setembro de 2017 - 12h15
Competição busca pelos melhores projetos para um transporte individual que consiga levantar e pousar verticalmente. Prêmio de US$ 1 milhão será dado ao vencedor em 2019

Veículo conceitual Kitty Hawk Flyer, da empresa financiada por Larry Page do Google

Se a ideia de ter carros autônomos levando você para cima e para baixo já soa futurista demais, espere para um futuro onde você conseguirá se locomover através de drones e táxis-voadores elétricos.

Startups têm concentrado esforços para diversificar o conceito de transporte individual e a tecnologia que o sustenta, apresentando protótipos de drones autônomos para duas pessoas ou mesmo drones-motocicletas. Agora, uma gigante do setor de aviação também se lançou no mercado para tentar elevar a altitude de nosso trânsito.

Em parceria com a nova organização GoFly, a Boeing lançou uma competição para incentivar a criação de um transporte individual que consiga levantar e pousar verticalmente. Como ele será - drone ou mochila motorizada - vai da inspiração dos proponentes. 

De forma semelhante a competição que o Google lançou para avançar a corrida espacial, o X Prize, o GoFly Prize dará as equipes participantes o período de dois anos para desenvolver a tecnologia e o design do veículo antes de levar o grande prêmio para casa.

A competição exige que os projetos demonstrem um veículo compacto que consiga levantar voo e pousar verticalmente, além de carregar uma pessoa em um trajeto de 32 quilômetros sem a necessidade de ser reabastecido ou recarregado. 

No total, o GoFly tem a disposição US$ 2 milhões, que serão repartidos em três fases. Na primeira etapa (Fase 1), prêmios de US$ 20 mil serão dados aos dez projetos que apresentarem as melhores especificações técnicas. A Fase 2 inclui quatro bolsas de US$ 50 mil para os times que apresentarem os melhores protótipos e especificações técnicas revisadas. Já a Fase 3 dará o prêmio de US$ 1 milhão ao grande vencedor, previsto para ser conhecido no segundo semestre de 2019. 
 

Mesmo se não ganharem, as equipes poderão qualificar para prêmios suplementares na última etapa da competição, incluindo US$ 100 mil pelo "avanço disruptivo" da tecnologia em estado da arte, US$ 250 mil para o projeto de veículo mais silencioso e US$ 250 mil para o menor. Os projetos serão avaliados por uma equipe de especialistas da Boeing e de outras organizações, que também participarão através de mentorias. 

Interessados têm até o dia 4 de abril de 2018 para submeterem projetos para a primeira fase. A fase 2 da competição receberá inscrições até o dia 8 de dezembro de 2018.