Google compra área de criação de smartphones da HTC por US$1,1 bilhão

Da Redação
21 de setembro de 2017 - 10h30
Vale destacar que o acordo não inclui as habilidades de produção da HTC. Novos funcionários já tinham trabalhado com o Google no Pixel.

Quase quatro anos após vender a Motorola para a Lenovo, o Google resolveu comprar outra parceira Android de longa data. Mas em vez de comprar a HTC toda, o Google está comprando o seu “cérebro”.

“Uma equipe de talentos da HTC vai se juntar ao Google como parte da organização de hardware”, afirmou nesta quinta, 21/9, o SPV de hardware do Google (e ex-presidente da Motorola), Rick Osterloh. “Esses futuros companheiros no Google são pessoas incríveis com as quais estivemos trabalhando de maneira próxima na linha de smartphones Pixel, e estamos animados para ver o que podemos fazer juntos como uma equipe.”

Como parte do negócio, o Google também recebe os direitos não exclusivos da propriedade intelectual da HTC. No entanto, vale destacar que o acordo não inclui as habilidades de produção da HTC. 

A história por trás da história

O negócio significa que o Google está levando muito a sério sua nova divisão de hardware e toda a história “Made by Google”. Também mostra que a gigante aprendeu algumas lições com a compra da Motorola.

Quando o Google comprou a Motorola, em 2011, levou quase dois anos para realmente conseguir deixar a sua marca com o incrível Moto X, lançado em 2013. Ao adquirir uma boa parte da equipe de smartphones da HTC, o Google pode pular toda a bagagem da pipeline atual da HTC e permitir que os novos funcionários comecem a trabalhar no Pixel 3 e em outros aparelhos imediatamente.