Motorola reforça linha Moto com dispositivos de entrada: o C Plus, O E4 e o E4 Plus

Cristina De Luca
22/06/2017 - 07h40
Todos os aparelhos custam menos de mil Reais e carregamento rápido de bateria. O melhor custo benefício é o Moto E4 Plus, por R$ 949

Chegam hoje ao varejo brasileiro três novos modelos da família Moto, da Motorola. São, todo, aparelhos de entrada, que tentam responder a três perguntas básicas que quem vai comprar um novo smartphone: Quanto Custa? Quanto tempo dura a bateria? E quais são as cores? o Moto C Plus, o Moto E4 e o Moto E4Plus têm em comum um design semelhante ao do Moto G 5, lançado recentemente. E a empresa aposta na boa combinação  especificações técnicas e preço acessível para ganhar mais participação de mercado no segmento. O objetivo é oferecer ao mercado uma alternativa com uma boa relação custo-desempenho para brigar com os aparelhos da Samsung. Notadamente, os aparelhos Galaxy A.

O Moto C Plus é o menor modelo da família. É um dual-chip que ganhou reforço de bateria (4.000 mAh), com carregamento rápido, tela HD de 5 polegadas, processador quad-core, 8GB de memória, expansível a 32GB com cartão microSD, TV digital. O sistema operacional já é o Android 7. O único senão é a memória RAM, de 1GB. Talvez uma das poucos especificações que fique a dever para a concorrência. Chega ao brasil nas cores preta e ouro, por R$699, ou R$ 664,05 à vista no boleto no site da Motorola.

Para os amantes de selfies, o aparelho conta com flash frontal que ajuda com ambientes com pouca luminosidade e o recurso Beauty. E a câmera traseira, de 8MP, tem flash e a tecnologia HDR, que possibilita a captura de imagens com vários níveis de exposição, proporcionando cores mais vibrantes. Um recurso específico vai agradar: a possibilidade de ativar a câmera instantaneamente, apertando duas vezes o botão liga/desliga, sem precisar desbloquear o aparelho. Ah! A Motorola não esqueceu de dar a ele os receptores de TV Digital e de Rádio FM. 

MotoCPlus

O Moto E4 é o modelo intermediário dos três lançados ontem. Também com tela HD de 5 polegadas, mas seu acabamento é metálico e conta com sensor de impressão digital multifunção, com o recurso de navegação em um toque do irmão mais velho Moto G5. O processador é um quad-core de 1.3 GHz, tem 2GB de RAM e memória de 16GB, com câmera autofoco de 8MP na parte traseira e de 2MP com flash na parte frontal. Chega nas cores ouro rosé, titanium e azul safira, por R$ 849.

MotoE4

O aparelho de melhor custo-benefício, na minha opinião, é o Moto E4 Plus. Logo de cara chama a atenção a aparência, muito similar a do Moto G5. Tem tela HD de 5,5 polegadas, acabamento de alumínio e recursos bem interessantes, como a bateria de boa duração  (5.000 mAh) e carregador rápido de 10 W.  Também conta com sensor de impressão digital multifunção e recurso de navegação em um toque ( que parece querer se transformar em uma marca registrada Motorola, processador quad-core, RAM de 2GB, memória de 16GB e tecnologia Dolby Atmos para quem gosta de ouvir música, ou de ter uma experiência mais imersiva em vídeos e jogos. Também tem câmera frontal de 5MP com flash. E a câmera traseira é de 13 MP com autofoco.  Já sai de fábrica com o Android 7.1, nas cores ouro, titanium e azul safira, ao preço de R$ 949. 

Ah! O preço, muito próximo do menor modelo da linha Moto G5 não assusta a Motorola. Por mais R$ 5 você leva um aparelho opta-core, com mais capacidade de memória, mas bateria de menor duração (2800 mAh). Vai depender do gosto  e da necessidade do freguês. 

Motoe4plus