Apple recebe permissão para testar carros sem motorista na Califórnia

IDG News Service
17 de abril de 2017 - 10h44
Segundo WSJ, Apple recebeu permissão para testar três SUVs. Gigante de Cupertino se junta ao Google, Uber, Tesla e BMW para testar tecnologia autônoma para carros

Parece que a Apple não quer colocar o pé no freio para um carro autônomo próprio.

Na última sexta-feira (14/04), o Departamento de Transportes da Califórnia agora lista a Apple como uma das companhias que possui permissão para legalmente testar seus carros sem motorista no estado. Isso significa que a iniciativa de veículos autônomos da Apple, conhecido como Projeto Titan, está de volta à estrada.

O estado da Califórnia exige que todas as companhias com veículos autônomos registrem seus planos antes de testá-los. Outras companhias de tecnologia como o Google e Uber, além de montadoras como Tesla e BMW, também receberam permissões para testar sua tecnologia em vias públicas. A permissão do Uber foi recentemente entregue em março, mas a companhia tem mantido os testes por enquanto.

De acordo com o Wall Street Journal, as permissões da Apple cobrem três SUVs Lexus 2015 e seis diferentes motoristas que devem se sentar atrás do volante para monitorar a direção e assumir quando necessário. Além da permissão, o estado da Califórnia exige que as companhias preencham relatórios públicos sobre seus testes com carros autônomos, incluindo relatórios sobre acidentes e quantas vezes o motorista precisou assumir a direção. Isso abriria uma nova fase para a Apple, a medida que a companhia é conhecida por manter sob segredo todos os seus testes antes de lançar produtos no mercado. 

Por que isso importa

Essa é a primeira indicação concreta de que o projeto supersecreto da Apple, o Projeto Titan,  ainda está em andamento.

Anteriormente, muito se especulava sobre o projeto de carros autônomos da gigante de Cupertino. Só em 2015 a Apple preencheu permissões para construir uma "área para teste de carros" próximo a Cupertino, alugou uma área de testes supersecreta e teve reuniões com o Departamento de Transportes do estado da Califórnia.

Em 2016, entretanto, a Apple pareceu deixar de lado a iniciativa, optando apenas por criar um software de direção autônoma para licenciar para montadoras, ao invés de começar um veículo Apple do zero. Esta seria uma novidade para a Apple, que tem criado seu legado por desenvolver tanto o hardware quanto o software em seus produtos.

Agora, a Apple será obrigada a preencher relatórios públicos para seus testes de direção autônoma e espere por mais informações sobre o Projeto Titan em breve.