Diretora de comunicações do Uber deixa empresa após dois anos

Da Redação
13 de abril de 2017 - 16h56
Empresa confirmou a saída de Rachel Whetstone, que ocupava o cargo de diretora de comunicações e políticas globais desde 2015.

O Uber anunciou nesta semana a saída de mais um nome do seu alto escalão. A perda da vez é a diretora de comunicações e políticas globais, Rachel Whetsone, que estava na empresa há cerca de dois anos.

 

Em um e-mail enviado para os funcionários do Uber, o CEO da companhia, Travis Kalanick, confirmou a notícia e elogiou a agora ex-funcionária.

 

“Queria lhes informar que Rachel Whetstone, que gerencia as áreas de políticas e comunicações globalmente, decidiu sair do Uber. Desde sua chegada em 2015, Rachel nos impressionou com sua habilidade para fazer as coisas. Ela é uma força da natureza, um talento extraordinário e uma jogadora/técnica incrível que construiu uma organização de primeira classe.”

 

A partir de agora, o cargo ficará com Jill Hazelbaker, que já trabalhava na área no Uber, logo abaixo de Rachel. As duas já tinham trabalhado juntas no Google – o currículo de Jill ainda inclui uma passagem pelo Snapchat e as campanhas políticas de Michael Bloomberg para a prefeitura de Nova York e de John McCain para a presidência dos EUA.