Praticamente dois terços dos usuários do WhatsApp utilizam chamadas de voz

Da Redação
15/03/2017 - 18h13
Dado é da pesquisa "Mensageria no Brasil", realizada pela Mobile Time em janeiro de 2017

Que o WhatsApp é onipresente no Brasil, não chega a ser uma novidade. Mas números revelados pelo estudo "Panorama Mobile Time/Opinion Box - Mensageria no Brasil", deixam claro que a frequência de uso do app no Brasil é realmente uma ameaça para os serviços de telecomunicações tradicionais, como o envio de SMS e as chamadas de voz.

Quase dois terços dos internautas brasileiros com smartphone não usam nenhum outro app de comunicação instantânea que não sejam o WhatsApp, o Facebook Messenger e o Telegram.  O estudo ouviu 1.914 brasileiros que acessam a Internet e possuem telefone celular. Deles, 98,1% têm o WhatsApp instalado em seu aparelho (80,8% o Facebook Messenger e apenas 14,7% o Telegram).

Entre os usuários do mensageiro, 97,5% afirmam que o utilizam todo dia ou quase todo dia para enviar ou ler mensagens. Esse percentual é praticamente o mesmo em todas as faixas etárias, exceto entre aqueles com mais de 56 anos, onde é um pouco menor, mas ainda expressiva: 88,1%.

Praticamente dois terços (64,5%) dos usuários do WhatsApp realiza chamadas de voz pelo app, dos quais praticamente a metade afirma que atualmente usa mais o WhatsApp para ligações do que o plano de minutos da sua operadora.Além disso, 58,6% dos que fazem chamadas de voz pelo WhatsApp declaram que as realizam todo dia ou quase todo dia.

No ano passado, o WhatsApp adicionou a funcionalidade de videochamada. Nesta edição da pesquisa, pela primeira vez mediu-se a popularidade da nova ferramenta e constatou- se que ela já é alta: 39% dos usuários do app realizam videochamadas. Entre eles, metade (50,1%) afirma que realiza videochamadas pelo app todo dia ou quase todo dia.

Segundo mensageiro mais popular entre os brasileiros, o o Facebook Messenger, embora ofereça praticamente as mesmas funcionalidades do WhatsApp, acaba tendo seu uso concentrado em mensagens de texto. 95,3% dos seus usuários trocam mensagens de texto, mas o percentual cai bastante nos outros tipos de conteúdo. Só 18,7%,  por exemplo, usam o app para fazer chmadas de voz.

Mais da metade da base de usuários do Facebook Messenger (60,3%) está interessada em se comunicar com marcas através do app. Percentual também significativamente menor que aquele do WhatsApp (76,3%).