Conexões 4G crescem 121% em 2016 na América Latina; Brasil lidera uso

Luiz Mazetto, em Barcelona*
01 de março de 2017 - 07h19
Região registrou 113 milhões de conexões 4G no último ano, segundo dados da GSMA. Brasil viu número mais do que dobrar, indo de 25 milhões para 60 milhões.

O número de conexões 4G cresceu 121% na América Latina em 2016, segundo dados revelados nesta quarta-feira, 1/3, pela GSMA durante o Mobile World Congress 2017, em Barcelona.

Com isso, a AL atingiu no final do ano passado a marca de 113 milhões de conexões 4G, que representaram 17% do total de conexões. Para efeito de comparação, foram registradas 51 milhões de conexões 4G na região em 2015.

De acordo com o levantamento, a taxa de crescimento na América Latina foi quase o dobro da média global e teve como principais impulsos o investimento contínuo em redes e serviços 4G por operadoras móveis locais.

Brasil

Maior mercado da região, o Brasil viu o número de conexões 4G mais do que dobrar no último ano, saltando de 25,4 milhões no final de 2015 para 60,1 milhões ao final de 2016.

Argentina e México aparecem em segundo lugar, com cerca de 12 milhões de conexões cada, de acordo com dados do último trimestre de 2016 liberados pela GSMA. Colômbia, com 7,2 milhões, e Peru, com 5,7 milhões, aparecem logo atrás.

*o jornalista viajou para Barcelona a convite da FS